Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



quinta-feira, 22 de novembro de 2007

A nosssa segurança rodoviára está a cargo dos... interesses imobiliários?!



Imagem retirada do síto http://www.cril-segura.com/.


Ontem encontrei este sítio (para quê dizer site quando já há uma palavra em português ideal como é 'sítio'?!) muito incisivo e arrasador quanto ao verdadeiro imbróglio do último troço da CRIL. O sítio é o http://www.cril-segura.com/, e mostra que ainda não é desta que vamos ter novos troços em Portugal sem pontos negros!! A parte mais assustadora disto tudo, é que uma pessoa lê o conteúdo do sítio e não fica nada surpreendido com a teoria defendida pelos seus autores!

Não deixem de passar por lá e de ler atentamente toda a telenovela promíscua que envolve os interesses imobiliários de milhões de euros, e a falta de vontade política de REALMENTE contribuir para a diminuição da sinistralidade, ao inclinar-se para um traçado que possui curvas que só podem ser realizadas com segurança a 60km/h! A culpa dos futuros acidentes, essa, já está feita: o excesso de velocidade. Quanto a quem desenhou e aprovou esse traçado, ninguém lhes apontará nada. É isto que me irrita neste país: uma martelada aqui, mais uma desenrascanço aqui, mais um empurrão aqui, ninguém nota nem se chateia, mas no final, converte-se num fardo que é permanentemente carregado por todos nós...

A telenovela resume-se asim: para concluir a CRIL, há dois troços: 1) um troço (a verde, na figura), com apenas uma curva segura de grande raio, que não passa pelas populações vizinhas, e que não possui nós e acessos. Ou seja, o melhor traçado, quer em termos de impacto de estudo amiental, quer em termos de segurança rodoviária. Só que passa num terreno muito apetecível para a construção imobiliária. O traçado 2) contorna esse terreno, permitindo então a construção dessa mega-urbanização Falagueira / Venda-Nova, só que pressupõe três curvas perigosas, nós de acesso imprevistos, e passagens desniveladas perto das habitações que reduzem a mobilidade nos bairros adjacentes e que prejudicam claramente vida das pessoas residentes. Este traçado é chumbado pelo estudo de impacto ambiental. Mmmm, qual será o traçado que o Governo irá aprovar?! mmmmm... estou mesmo indeciso...

Se escolheu o traçado número um, desista, você não tem mesmo vocação política. A estrada mais cara de sempre, de mais de 100 milhões de euros. terá o segundo traçado! O Sócrates considera um momento histórico. Não sei porquê; momento histórico seria, pela primeira vez, construir uma via urbana que cumprisse todos os requisitos todos de segurança e de impacto ambiental!

O Observatório de Segurança das Estradas já protestou energicamente o traçado escolhido, enquanto as Estradas de Portugal defendem que a adjudicação foi apenas feito "ao projecto de concepção e construção." Mas devem julgar que somos todos Elsas Raposo, ou quê?! Entrega-se 100 milhões de euros a uma empresa para construir uma coisa que ainda não está decidida (dizem eles)?! Belo negócio! E com esta treta toda das Estradas de Portugal terem um contrato renovado até 2099, quem é que tm poder para os contrariar?

Os moços que gerem este sítio pretendem interpôs uma acção judicial ao Estado Português. E é muito bem feito! Neste país há reais motivos para se criticar o que é feito e paa se duvidar dos interesses das pessoas competentes, como se tem visto nos vários anos. Só assim é que se percebe como Portugal está inundado de ICs, IPs e de outras estradas que são verdadeiros matadouros de condutores! Já alguém encontrou responsáveis pela aprovação dos troços assassinos da (felizmente extinta) IP5?! Claro que não, isto esquece-se rapidamente.

Não me espantaria muito que as obras do segundo traçado começassem no Verão de 2008, quando os portugueses estão todos atentos à bola a rolar na Áustria e na Suíça.

6 comentários:

The Barman disse...

Boas...

Pois...os "pimp's" a atacar de novo!!

So me da vontade de escrever uma coisa que vi numa parede um dia destes....

"As put@s ao poder,que os filhos ja la estão"

Lobanense disse...

Incrível!!! Ao fim de tantos anos a discutir o problema de traçados rodoviários mal concebidos, sendo a sinistralidade da antiga IP5 (média de 27 mortos/ano), actual IP3 e IP4 exemplos flagrantes, ainda se fazem "traçados assassinos" em nome de "interesses imobiliários"?

Sobre a causa "velocidade excessiva" que muitos usam para responsabilizar os condutores, basta pensar nesta notícia:

"Em comparação com o IP5, na A25 o número de acidentes com vítimas diminuiu 31% e o número de mortes desceu 76%. Dados animadores, sobretudo se se tiver em consideração que o volume de tráfego da A25 é cerca de 20% superior ao do IP5."

Será que a velocidade excessiva era a causa de tantos mortos na antiga IP5? Será que na actual A25 não se praticam velocidades bem superiores? Tenham vergonha senhores!!!

NHEKNHEK disse...

É um pais com gente podre no poder!
Depois vem os politicos dizer que a população é injusta e tira juizos falsos da profissão de politico, pudera com "esquemas" destes quem é que acha que existe politicos correctos...NINGUEM.
São todos uma cambada de xupistas FDP, que só querem engordar a conta bancária, á custa do zé povo!

Torre disse...

Bom, bom, era que esse traçado passasse ali à beira de uns terrenos que eu tenho, para serem expropriados por valores absurdos (mas pela positiva, claro!) :P

Mas os lobby, como é de esperar, sempre triunfam... Agora vamos lá estragar um terreno tão bom, e que vai ter pertinho a CRIL, a asfaltar isto!?

E logo quando o primo do ministro já comprou alguns terrenos do traçado que vai ser aprovado, e outro primo construtor já tem um plano tão jeitoso para construir moradias de luxo, algumas das quais serão entregues aos decisores e similares!? Tenham paciência, vocês é que não vêm bem a gravidade da situação...

Afinal, o Mercedes deles aguenta-se bem nas curvas difíceis, e o resto, é fumaça, que o povo é sereno!!!

Onde for preciso assinar, eu assino; mesmo que provavelmente nunca passe lá, é o meu dever enquanto cidadão tornar as coisas mais limpas e justas.

Nuno Pais disse...

O que mais me choca, nem é o traçado!
O que me mais me chocar é estes meninos terem a lata de fazer uma coisa destas de forma tão descarada.

O que mais me irá chocar é que este traçado quase de certeza irá avante.

E sinceramente não fico admirado, alguém conhece a curva a seguir à saída para Odivelas (quem vem de Alfornelos).

Ali conseguiram juntar uma coisa que me arrepia, aliás 3 coisas:

1º curva sem visibilidade depois de se passar por baixo de uma ponte.

2ºA faixa da esquerda (a seguir à tal curva sem visibilidade) é uma saída em curva (ainda mais apertada) para o Ic22.
Sim numa via rápida a faixa da esquerda é que é uma saída

3º (e agora o piece de resistance) Quem entra para a CRIL vindo de Odivelas (rotunda do Sr. Roubado) e quer ir para o IC 22, atravessa as 3 faixas de rodagem da CRIL da direita até a esquerda.

E já nem falo nas diminutas faixas de aceleração, que quase que aposto não terem sequer 50 metros uteis.


Vocês não imaginam a quantidade de acidentes que há nesta zona!!!

Só eu, já reparei na via quase cortada, pelo menos por três vezes, tal é o embrulho de carros batidos.
E acidentes entre 2, 3 carros, é quase 6ª feira sim, 6ª feira não (não me perguntem porquê mas 6ª feira, ao final do dia é quase sagrado).


E tudo isto foi aprovado e construido!


Enfim...

RAD disse...

P@V, como vivi na Falagueira até 2005, deixa-me só referir alguns aspectos que esse site não diz (porque não interessa às comissões de moradores) e que podem mostrar outro lado da questão (não o lado do poder político, não estou cá para os defender, "evaquei" para eles):
- Os croquis apresentados na página da entrada (o fumo a sair do túnel, o som a ecoar nas paredes do mesmo, a montagem de um carro a passar ao lado da Rua de Goa) são baseados em opiniões pessoais e não em estudos de base científica credível; diria mesmo que são falacciosos.
- Ao contrário do que afirmam as comissões de moradores, o traçado verde não foi uma opção abandonada para se adoptar o traçado cinzento: o cinzento consta em propaganda da autarquia da Amadora datada (salvo erro) de 2000; o verde só começou a ser falado (salvo erro) em 2003!
- O traçado verde implica um túnel de elevada extensão sobre as zonas residencial e industrial da Damaia e Venda Nova.
- Seja qual for a opção final, o Bairro de Santa Cruz em Benfica vai ter a CRIL a poucas dezenas de metros, o que é o principal transtorno dos moradores. Tanto quanto é um transtorno a proximidade do IC19 à algumas zonas de Tercena, a CRIL-Sul a algumas ruas de Belém, etc (podia estar aqui a dar exemplos o dia todo). Não consta que os moradores dessas zonas tenham sido dramaticamente afectados na sua qualidade de vida. Aliás, todos esses bairros me parecem bem agradáveis, tal como o de Stª Cruz. O que me parece (e aqui assumo que esta opinião é tão pessoal e subjectiva como as do site) é que este movimento é simples "perrice" dos moradores para que a conclusão dessa via se arraste por mais dez anos.

Abraços


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar