Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Zonas de 30 km/h.



Pois é, este Governo decidiu começar a tomar medidas para evitar a vergonha que foi os 1008 mortos em 2007. E, pasme-se, não envolve mais radares! É que os prevaricadores andam a ficar mais inteligentes, como este padre, que foi apanhado bêbado por sorte, pois não ia a mais de 50 à hora. É o que dá rezar missas em várias paróquias.

A medida é começar a atacar em força com as ditas zonas 30, ou seja, zonas com limite de velocidade de 30 km/h «em centros urbanos, zonas residenciais e espaços com «forte presença de tráfego pedonal» (transcrição da notícia da TVI). Eu gosto é desta parte: «Está prevista a introdução de dois conceitos: «Zonas 30 km/h» e «Zona residencial multifuncional». Parece a descrição de uma placa gráfica de um computador multimédia...

Ah, e «a redução de velocidade será acompanhada de medidas de acalmia de tráfego, como lombas ou semáforos.» E eu digo muito bem sim senhora, estou 100% de acordo com isso. Agora, estou 100% a borrar-me de medo com as comissões que irão analisar os lugares adequados para colocar tais zonas. Sim, porque entre colocar um sinalzinho de proibição de andar a 30 naquela recta apetitosa, que até tem uma reentrância porreira para ter lá um carro da PSP escondido a prestar um serviço público, e mais à frente um guichet móvel para melhor servir o transgressor, é bem mais saboroso para os cofres de todos do que colocar o dito sinal mais as lombas ao pé da escola do bairro.

Tomara que esteja errado, mas com esta história toda dos radares a 50km/h na Avenida dos EUA que não cabe na cabeça de ninguém, acho que tenho toda a legitimidade em ter dúvidas dos verdadeiros interesses e critérios de selecção das tais zonas 30. Nomeadamente, nas estradas nacionais que representam hoje as únicas alternativas gratuitas a muitas auto-estradas. Como já sabemos, SCUT já há muito tempo que passou de "Sem Custos para o UTilizador" para "Sim, Custos para o UTilizador"! Vamos esperar para ver.

5 comentários:

Paulo disse...

Sou só eu que acho piada à fotografia que por acaso emoldura a 1ª página do jornal ?
É que a 30kms/h arriscamo-nos a ser ultrapassados por carrinhos de supermercado :-)

"V"

Coiso disse...

Ahahaha bem visto.
Mas concordo consigo, caro Português ao Volante. Se tiverem um mínimo de inteligência e colocarem esses limites em zonas históricas ou perto de escolas, então até poderá ser uma boa medida. Agora colocarem limites na EN109 já não dava muito jeito...

Para mim o principal problema é o seguinte:
- Veículo conduzido pelo indivíduo X não me dá prioridade;
- Como bom português que sou, tento não bater mas buzino em protesto;
- Indivíduo X olha pelo retrovisor e chama-me "banana" ou "badameco";
- Encosto o carro e saio em sua perseguição;
- Como o indivíduo X não pode circular a mais de 30km/h, facilmente o apanho e aplico-lhe uma "coima" à português;
- Vou preso (ou então a polícia judiciária diz-lhe para passar lá na semana a seguir porque de momento estão muito ocupados, como aconteceu com o gajo que foi hoje ao "Crime, diz Ele").

andre modesto disse...

Por acaso até corro mais do que isso, é agora que vou lançar para o mercado o meu carro eléctrico, não dá mais de 50, mas ainda consegue violar esse limite.

Anónimo disse...

Isto faz tudo parte do plano de mult... fiscalização a velocípedes, trotinetes e patins, visto que todos estes veículos, ao ser apanhados a mais de 30km/h (de patins é complicado, mas dá), lá vão ter multas a pagar. Porque hão-de ser apenas os adultos a encher os cofres do estado? O Zézinho da Dona Almerinda é um perigo na sua BMX e, ainda por cima, anda sem capacete.

gajo anónimo disse...

vocês não percebem mesmo nada!!! quem explicou bem esta medida foi um senhor, acho que na tvi: antes, com o limite de 50, a malta andava a 70 nas localidades; agora, com o limite de 30, passam a andar a 50... isto é uma forma do governo conseguir que se cumpra o limite de velocidade anterior!!! é de génio!!!


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar