Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



domingo, 27 de janeiro de 2008

O Aileron na cultura portuguesa, parte I: a gastronomia!





O nosso colega Coiso acaba de contribuir para a nossa nobre causa de contextualizar o aileron na cultura portuguesa, com esta bela fotografia que foi rebuscar ao baú. Já é ponto assente que em Portugal há um certo fascínio com estes apêndices aerodinâmicos, como comprova este Polo versão quase voadora, ou então a competição pelos centímetros mágicos. Material suficiente para um National Geographic Special Edition, digo eu.

Neste caso particular do Porsche, podemos apreciar uma excelente aplicação de um aileron ao contexto lusitano! Português que se honre disso, nunca vai a uma sítio nenhum sem o típico farnel, todos nós sabemos. Quem duvida disso, bem que pode visitar o parque de estacionamento de uma final da Taça de Portugal: quem traz o grelhador de frangos na mala, é que é o verdadeiro herói daquele ramal do estacionamento!

É claro que os engenheiros alemães que conceberam este lindíssimo Porsche não pensaram nesta particular possibilidade de utilização, mas também com a tralha que comem, percebe-se o porquê de não terem pensado nisso. Se o alemão soubesse o que é beber vinho da aldeia num garrafão de 5L, e uma sandes de torresmos colmatada com broa de Avintes e pastéis de bacalhau, não só metia o aileron de série, como ainda vinha com um kit de espetos. A sério, até eu estou a começar a pensar em meter um aileron para ter um piquenique decente sem formigas! Mas isso é porque ainda não jantei, isso já passa...

Por isso é que o tipo do Polo Boeing Edition, não foi lá muito inteligente, e bem que podemos berrar a plenos pulmões: "Está maaaaal!". Metia o dito cujo a meia-altura, atrás do vidro, e tinha ali uma bancada de morfes fenomenal! A não ser que a prioridade dele seja mesmo a aderência traseira a partir dos 30km/h. Isso já cheira a estupidez crónica. Usar o aileron para pousar bejecas, isso sim, é inteligente e é português! Faz-me lembrar estes tipos...

Qual programa de abate, qual carapuça: isto sim, é um fim digno ao nosso boguinhas antigo!

1 comentário:

Jota disse...

Não pode ser! isto não se faz a um Porsche! Servir de prateleira de copos e garrafas!!!
Tá bem que não é um Turbo de origem, e esta asa num Porsche 911 Sc é considerado Tuning (neste caso gosto! mas só por se tratar de um Porsche e o apendice ser de origem...)


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar