Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



terça-feira, 8 de janeiro de 2008

Ó Almerindo, arranjem mazé esta Istrada!





Estão a imaginar um seguinte cenário, onde vocês arrastam um fogão antigo e imundo, e de repente, uma data de baratas ao descoberto fogem, em pânico, porque acabam de lhes estragar o belo habitat que tinham? Pois bem, é a imagem que me salta logo à cabeça, quando ouço notícias da ida do ex-chefe da RTP, Almerindo Dias, para as Estradas de Portugal. Agora é que as verdades estão a vir ao de cima...

Segundo o que parece, as Estradas de Portugal tinham cerca de 800 viaturas para 1800 funcionários, e gastavam cerca de 6 milhões de euros em combustível por ano! Sim, dinheiro dos contribuintes, que havia de ser? Ao que parece, os funcionários podiam usar e abusar dos carros como quisessem, pois não havia plafonds para combustível! Houve até um que gastou 10.000 euros num ano em combustível, segundo o que ouvi na TSF. Ele há empregos fantásticos, não há?

Tenho aqui uma thread de discussão no AHO, onde o colega forunista ClioII fez as contas e dá cerca de 625 euros por mês e por carro. Ou seja, a malta anda a acender fogueiras com gasolina para se aquecer no Inverno, só pode! Esses friorentos não devem andar de cinto apertado, digo eu...

Pois bem, quem são os principais responsáveis por este deboche de dinheiro público? Vão ser chamados à sua responsabilidade e responder perante a justiça? Claro que não! Como toda a barata esperta, já devem estar a mexer os cordelinhos dentro dos respectivos partidos, para que a sanguesuguisse seja feita noutra empresa pública. Uma barata vai sempre procurar outro fogão, e só pára até ser esmagada.

Agora já que deslindámos mais um capítulo na verdadeira história do porque é que nós temos das estradas mais vergonhosas do país! É uma característica inata dos países a tender para o Terceiro Mundo, que se tenha uma classe de governantes que se ache acima da média e que acha que pode gastar o que entende, baldando-se às responsabilidades, e ignorando tantos acidentes com vítimas derivados do mau estado das nossas estradas, enquanto vai para os Pirinéus com carro pago e gasolina paga, aprender a fazer ski!

Força Almerindo, toca a limpar a cozinha e a esmagar baratas! Mas esmaga-as mesmo, pois mesmo feridas, elas ainda se arrastam para outros ministérios!!

11 comentários:

Migas-o-Sapo disse...

Eu nem sei o que é que parece mais estragada: se a estrada ou a língua de quem deixou o recado.
Para todos os efeitos...

Rui Peixeiro disse...

Tinha de ser ca da minha terrinha, tal imagem!!!

cachopa disse...

é óbvio que o problema é que os senhores da EP não andam pelas estradas do tipo da que aparece na imagem...

Barras disse...

O que!?!?Estradas em mau estado em Portugal!?!?Nunca ouvi dizer...

É preciso compreender que Portugal é um sitio muito afectado pela queda de meteoritos, daí a quantidade de crateras que encontramos nas estradas!!!

SGL disse...

Pois claro! É gastar até não poder mais e depois pagam uns pelos abusos de outros!!

E também concordo que é muito engraçado andarmos constantemente a ouvir as explicações, claramente científicas, para os acidentes...o EXCESSO DE VELOCIDADE! Mas as colecções de buracos, que alguns mais optimistas apelidam de estradas, não têm nada a ver com os acidentes de viação!! Nada mesmo!!

Anónimo disse...

Fantástico, essa foto continua a rolar na net...Tirei-a junto à entrada do Ferro, perto da Covilhã, de dentro do carro, como se pode ver pelo reflexo.

Ah, e a porra da estrada continua na mesma... ainda não deve ser ano de eleições...

Português ao volante disse...

Anónimo, como deves compreender, não te podia dar os devidos créditos pois o autor da imagem já se perdeu. Sempre tens a oportunidade de reivindicar a autoria da imagem. Força, que eu cá não sou ladrão :)

Eduardo Maio disse...

Bom mesmo é levar respostas da EP como "Não temos verbas para lhe pagar de momento" apesarem de já terem os terrenos e a auto-estrada construída com portagens a render, e ao que parece ainda têm empregados com cartões de combustível sem plafond...

Se eu soubesse preferia levar um cartão desses, fazia como o outro e gastava €10.000 a encher barris de gasolina, depois abria um posto de abastecimento, com a valorização ainda fazia uns trocos valentes!

Kruzes Kanhoto disse...

O gestor que lá estava antes deve dos que ganham pouco...

Anónimo disse...

Português ao Volante, tás à vontade, não convém reivindicar a autoria da foto porque esse senhor é conhecido por processar bloggers.
Aliás, enviei essa foto para o Jornal do Fundão e eles não tiveram tomates para a publicar. O JF, um baluarte da luta anti-censura no antigo regime... como as coisas mudam...
Foi publicada na última página do DN, um jornal que penso pertence ao mesmo grupo.

danitri disse...

Aqui está, a famosa Foto sobre a "Istrada pra Marrocos". Sim, porque a Estrada da minha Terra, por aqui é conhecida assim, devido ao muito muito muito, mau estado desta via principal, que dá acesso á Vila do Ferro.
Muito já se debateu aqui sobre esse assunto, mas infelizmente, pouco se fez. Anos passam, Presidentes da Junta passam, e todos continuamos a passar na miséria da "Istrada pra marrocos". Se quiserem podem ver mais sobre esta Istrada, clicando AQUI.

É vergonhoso o que se passa no nosso Portugal, gastam-se balurdios de dinheiro, e naquilo que mais se precisa, não gastam. Como é que é possível pagarmos impostos, para que se gastem 625 Euros por Mês e por carro, numa empresa como a Estradas de Portugal? E depois as Estradas que nós temos, são uma vergonha. Tudo bem, sei que por exemplo a Estrada para a minha Terra, não tem nada a ver com a EP, mas sim com a Câmara Municipal, mas mesmo assim, tudo vai dar ao mesmo. Sinceramente...


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar