Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



segunda-feira, 7 de janeiro de 2008

Mais uma para a secção "Como é que conduzo? Liga 800-FODETE!"





Bem, estou seriamente a pensar em começar rubricas e secções independentes neste blogue, e um forte candidato a tema de rubrica é o "Como é que conduzo? Ligue 800-FODETE!", dedicada a todos os carros, carrinhas e camiões de empresas que possuem sinais exteriores visíveis de que a viatura não é conduzida por um profissional ao volante!

Ia eu descansado pela Avenida Lusíada, já à coca por causa famosíssimos radares de 80km/h em Lisboa, quando reparo nesta fabulosa camioneta da Francisco Contreiras mesmo à minha frente. Desculpem, mas não pude evitar ter de a fotografar enquanto conduzia: na prancha normalmente usado para assinalar o tipo de cargas perigosas transportadas, o tipo estava a mandar-me um manguito, ao mesmo tempo que mostrava ameaçadoramente a sua atitude de marcação territorial, com quem a reclamar que a faixa do meio era dele!

Bem, a sorte dele é que eu não sou o Luisão, senão já lhe tinha ido às bentas (Já agora, sabem se o Luisão já cumpriu o trabalho comunitário? Não li nada sobre isso, e ja se passou um ano...) Seja como fôr, esta atitude provocatória é muito arriscada, pois todos nós sabemos que é uma questão de tempo até a Ciência conseguir isolar o gene na linhagem lusitana, responsável pelo aquecimento do sangue quando nos encontramos dentro de um carro, e ao ver um tipo do Algarve, em plena Capital, a mandar-nos o manguito e a largar águas sem nos conhecer, pode dar raia.

Mas o mais interessante, é perguntar que raio é que a camioneta beneficia em mandar a malta para o caralho, em plena faixa do meio? Qual é o benefício tangível que a Francisco Contreiras obtém de tal decoração, no decurso da sua actividade profissional? E, por último, porque raio tenho de ser insultado logo pela manhã, sem fazer nada a ninguém?

Mais uma vez, fica aqui demonstrada a atitude séria, respeitosa e cordial (NOT) que os portugueses possuem para com os outros, na estrada. Já nem me surpreende a triste notícia que um ciclista foi colhido por um jipe, numa recta de alta visibilidade! Eu, como ciclista de fim-de-semana, nunca me aventuro pelas estradas portuguesas: com tamanha falta de educação dos portugueses, e com tamanha demonstração de "FODE-TE" que esta camioneta e outros possuem ao volante, não vale a pena mesmo. Que posso fazer? Comprar um autocolante com um manguito?

6 comentários:

jimicunha disse...

De facto tenho visto muitos automoveis com esse tipo de autocolantes, e então por aqui na minha zona de Felgueiras e arredores nem se fala.
Isto mostra bem a educação do nosso povo e a falta de valores e respeito pelos outros.
Pena é, que já que se fazem tantas leis n-ao haver uma para por fim a isto que até nos deixa ficar mal como povo perante turistas e outros que vem ao nosso país.

Anónimo disse...

P@V, não me leves a mal, mas eu tenho um ódio especial pela malta que anda na faixa do meio como tu tens pelos Xunings, e não pude deixar de reparar que vai tudo na faixa do meio, incluindo tu!
Mas, foi só para tirar a fotografia, certo? :)

Português ao volante disse...

Eu não odeio os xunings! Isto é apenas um exercício para tentar entendê-los. E sim, foi para tirar fotografia ao camião. Nesse troço (quem vem da IC-17 e quer sair depois no Estádio da Luz) sabe bem que a faixa mais lenta é a do meio, e circula-se melhor pela direita ou pela esquerda.

Sim, foi errado tirar fotografia enquanto se conduz, admito.

Jota disse...

Áh pois é...! Lá errado foi. Manda o codigo de estrada que se deve conduzir com as duas mãos no volante.
...no entanto, tal como um correspondente de guerra arrisca a sua vida para informar os outros, o P@V é facilmente perdoavel pelo tempo que gastou sem as mãos no volante para tirar a fotografia!

Anónimo disse...

P@V, chamei-lhe "ódio especial" não no sentido negativo, apenas gosto de satirizar tal atitude, pois, tal como a tua relação com os tunnings, eu também gostava de entender a malta que vai no meio!

Abraço!

Ps. E não deixes de tirar fotos destas no meio do trânsito! :)

Pedro disse...

Epah eu já pensava que era o único a ficar possuído com a malta que anda na estrada. Fico passado da cabeça com o maçarico da faixa do meio! Sinceramente, nem sei para que raio a 2ª circular tem 3 faixas se ninguém usa a da direita... Já nem falo na A1 onde apanho gajos desde Lisboa até Alverca sem pisarem uma única vez outra faixa que não a central. Dá vontade de os abalroar à força e empurrá-los para o lado. Não consigo mesmo entender tamanha estupidez... o que é que será que a put* da faixa central tem tão de especial?!?!


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar