Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

"Comigo, as crianças vão sempre no banco de trás"





O nosso colega VSilva presenciou esta situação surreal e teve o desprazer de registar na sua máquina fotográfica. Este é, infelizmente, mais um exemplar único da estupidez ímpar do português ao volante, tão escandaloso que até segue sem matrícula tapada.

De facto, nota-se que a besta que vai ao volante tem inteligência quanto baste para se desviar a todo o tipo de campanhas de sensibilização, e provavelmente até terá inteligência de sobra para inventar uma desculpa qualquer, tipo "a culpa é de todos menos minha", para quando tiver um acidente e a criança fôr uma vítima da sua crónica imbecilidade. A esta estirpe de portugueses, imunes à sensibilização e estúpidos que nem uma porta, só resta mesmo crivá-los de multas e cassar a carta. Sim, para estes, é a única medida a tomar, porque a inteligência deles deve dar para assimilar um episódio completo da Floribella, mas para perceber o perigo de ter a criança na mala, é que já é um pouco puxado.

Por curiosidade, fica aqui um link para um PDF sobre o estudo de transportes de crianças em carros, de 2006, da autoria da APSI - Associação para a Promoção da Segurança Infantil, que conclui (não surpreendentemente) que mais de metade das crianças não são transportadas correctamente nos carros! Assustador, não é? Mas infelizmente, é com esta matéria humana que Portugal é feito, e nós temos de cruzar nas nossas estradas.

Para quando o raio da carta por pontos, e polícia a andar atrás destas aberrações, em vez de atrás dos pilares das vias, com um radar a facturar? Este tipo claramente não vai nunca ser apanhado em excesso de velocidade - O Renault 5 desintegrar-se-ia antes de ultrapassar os 120km/h - mas é um verdadeiro assassino ao volante!

10 comentários:

Jota disse...

Olá bom dia
Infelizmente este tipo de situação é muito comum nas estradas Portugueses...
É o chamado "facilitar a situação". Quem sabe se a criança não fez uma birra por querer ir na parte de trás...? Ou o carro por já ser "um classico" tinha as molas do assunto já um pouco estragadas?
Este tipo de condutores devia, para além de lhe ser tirada a carta e pagar uma multa avultada, prestar trabalho comunitário em hospitais e centros de saude, onde pudessem lidar de perto com situações em que infelizmente os condutores não tiveram tanta sorte como eles...

Um deputado Inglês há uns anos insurgiu-se com este tipo de comportamento de condutores irresponsáveis em relação aos filhos e disse que para Pais irresponsáveis mais valia prender os filhos ao para-choques dianteiro dos carros que eles conduziam!
É uma posição por demais radical mas se calhar o homem tinha razão!

Barras disse...

Enquanto os portugueses não perceberem que os automóveis tb são "armas" e que brincar com eles é demasiado perigoso, isto vai continuar muito mal!!!

NHEKNHEK disse...

É o monovolume dos pobres! R5 sem chapeleira!
Mas para encontrar situações idênticas é só esperar ao portão de uma escola e ver os pais a levar os filhos ao final do dia!
Ai é que devia estar a polícia de vez enquando, não era preciso todos os dias...Mas a culpa de tudo é a velocidade, certo?!
Politicos idiotas!
E os burros somos nóis!aiiiiiiiiiiii!

Piston disse...

O meu Pai sempre me transportou de forma correcta (bem amarrado ao fundo da bagageira).

NHEKNHEK disse...

Lolol!
Parecias então um depósito de GPL!:P (Na bricadeira)
Não há registos de depósitos de GPL que se tenham soltado em embates!É uma ideia a estudar e fazer testes!
De certeza que os piores locais para estar em caso de um acidente de viação são os bancos com os cintos colocados e os locais na rua ou passeio que ficam na trajectoria do veiculo! Só que os tecnicos e cientistas ainda não descobriram, dai alguns recomendarem ir na mala!

Pp disse...

Nao percebi.. a miuda vai na mala?

Português ao volante disse...

pp, sim. Podes clicar na imagem, aparece-te uma versão ampliada e mais fácil de ver.

andre modesto disse...

Isso é cortar nas despesas...quero la saber como ele leva a miuda...não é minha filha, só quero saber se, se alguém se espetar nele, a miuda morrer e se souber que ela ia á balda sem cinto nem cadeira, quem é o responsável pela morte? quem bateu, ou o condutor por não obrigar a usar cinto ou cadeira?

Anónimo disse...

Parabéns pela (in)descrição e BOM-HUMOR sempre bem vindo actualmente.
Já agora, obrigada pela imagem do Sean...
Continua a dar gas ao blog!

Rui disse...

Olá, esta é a primeira vez que comento este blog que tanta barrigada de riso já me deu.

Apesar de ser uma situação obviamente grave, o condutor em causa também se encontra limitado devido ao carro que possui. O Renault 5 não possuia cintos nos bancos de trás (andei muitas e muitas vezes num), e como tal cadeirinhas e outros acessórios tornam-se inúteis.

Tendo dito isto, ter a criança em pé na bagageira é de uma estupidez atroz.


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar