Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

Multitask à portuguesa



"Estou, Pituxa, ooooolhe, estou no trânsito! Que maçada!
A menina não vá já embora. Então vá. Mas não vá embora."


"Porque raio não nascemos nós com mais de dois braços?!", deve ser um das perguntas existenciais que mais assombra esta típica portuguesa ao volante. Como podemos verificar, esta malabarista do volante fuma um cigarro e agarra o volante com a mão esquerda, e ao mesmo tempo, fala ao telemóvel e mete velocidades com a mão direita! Sim, os portugueses ao volante dominam perfeitamente a arte de conduzir com dois braços.*

E mais, estamos mais que preparados para o próximo nível de multitasking ao volante, esperando alegremente que o Criador nos impinja uma mutação que envolva mais membros superiores (talvez um a sair da testa, para melhor agarrar o volante), para que possamos coçar a micose e dar um estalo ao puto no banco de trás, enquanto se faz a chamada pelo telemóvel e atira-se o cigarro pela janela fora.

Já agora, este exemplar foi tirado por mim na Praça de Espanha, enquanto estava parado no vermelho. Com sorte, pode ser que a protagonista bata cá com os costados, e tome juízo. Já andava há algum tempo a querer registar um momento como este, pois não há nada mais irritante do que alguém que fume e fale ao telemóvel ao mesmo tempo. São fáceis de os apanhar: andam de janela aberta, e nunca usam o pisca.

Será que o fumo prejudica assim tanto o fluxo de hemoglobina saudável para o cérebro, a pondo de não perceberem que podem comprar um reles auricular para o telelé pela módica quantia semelhante a 4 maços de tabaco?! Irra...

* Pensando melhor, não. Não dominam, não!

12 comentários:

Torre disse...

Esta burra espanhola (atenção: este comentário não é direccionado contra os cidadãos de Espanha, pelos quais eu tenho muito respeito _menos quanto ás touradas de morte_, mas sim porque a avantesmas como estas gosto de chamar assim), como os restantes animais que julgam que conduzir um carro é como participar num "rodeo", deviam era conhecer de que cor era o airbag, mas antes, levar com a p... da tampa dele na cornadura!

Piscas, é mentira! E nós... Detectamos mais um defeito das nossas escolas de condução, não nos treinam com percepção extra-sensorial!!!! :P

Jedi Master Atomic disse...

Eu é que não percebo como é que é proibido falar ao telemovel e não é proibido fumar enquanto se conduz. O principio nãó é o mesmo???

andre modesto disse...

"O principio nãó é o mesmo???"

Não, quando se fuma não se fala, não se distrai, tanto. Dizem eles, alguém.
Quando se fala ao telemé, uma parte da atenção vai para a concentração na conversa. dizem eles, alguém. Eu acho que, há pessoas que nem deviam ter rádio no carro, nem olhar para ele porque os seus cérebros têm pouca capacidade para se concentrar em várias coisas ao mesmo tempo, enquanto outros, conseguem conduzir e falar sem nenhuma dificuldade, a agarrar no telemóvel ou com auricular...Mas compreendo que não se podem fazer testes a toda a gente para medir quantas coisas conseguem fazer ao mesmo tempo.

Jedi Master Atomic disse...

Ok André percebo essa diferença, mas o que eu estava a querer dizer era que ter uma das mãos ocupadas, seja por um telemovel ou um cigarro, acaba sempre no condutor ter uma mão a menos para conduzir.

Já agora, um cigarro tem a particularidade que poder queimar o condutor, o que significaria um descontrolo possivel na viatura.

Será que os tipos não veem isto???? Ou não querem ver, se calhar !!!

McBrain disse...

Experimentem estar num local movimentado e ver automóveis durante...digamos, 5 minutos. Têm 99% de probabilidades de ver alguém a conduzir e com o belo do telemóvel na mão.

... Mesmo com multas altíssimas...

Claro que, na Arábia Saudita, onde me encontro, isso nem sequer é proibido, creio eu. Por isso.... :-)

Torre disse...

Por lei (que neste momento não tenho tempo de ver o artigo), é proibido fazer qualquer actividade enquanto se conduz que implique a perda indeterminada de ter as mãos no volante, nomeadamente, comer ou fumar... As autoridades é que facilitam!

Danny disse...

O McBrain disse 5min ("Têm 99% de probabilidades de ver alguém a conduzir e com o belo do telemóvel na mão.") mas eu diria que é MUITO tempo... acho que bastava 10segundos e mesmo assim assim acho que é tempo a mais.:p Só há uma hipótese de não ver ninguém ao telefone e a conduzir nesse tempo todo... se não passar nenhum carro!!!:p

andre modesto disse...

"Já agora, um cigarro tem a particularidade que poder queimar o condutor..."

Também acho.

"seja por um telemovel ou um cigarro, acaba sempre no condutor ter uma mão a menos para conduzir."

Penso que não é por ter uma só mão no volante que vou ter problemas em controlar o carro, porque de todas a vezes que fui surpreendido e se atravessaram á minha frente eu tinha só a mão esquerda no volante, dei 2 guinadas rápidas e mantive a mão direita nas mudanças...
Chamem-lhe parvoíce, ou vício, mas simplesmente não consigo conduzir com as duas mãos no volante como me ensinaram.

Carina disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Katia disse...

"Penso que não é por ter uma só mão no volante que vou ter problemas em controlar o carro, porque de todas a vezes que fui surpreendido e se atravessaram á minha frente eu tinha só a mão esquerda no volante, dei 2 guinadas rápidas e mantive a mão direita nas mudanças...
Chamem-lhe parvoíce, ou vício, mas simplesmente não consigo conduzir com as duas mãos no volante como me ensinaram."

Mas com duas mãos é possível reagir de forma mais rápida e eficaz.

Daí, como já foi referido, haver uma regra no Código sobre conduzir com as duas mãos, se bem que a essa regra exceptua-se o uso da alavanca das mudanças (e outros movimentos necessários para a condução) pelo menos para passar mudanças.

É proibida expressamente a condução a falar ao telemovel porque era necessário, porque é demasiado comum, porque estudos indicam que quando se fala ao telemóvel com a mão a agarrar nele as probabilidades de grande distração são enormes, bem maiores do que com auriculares.

Fumar não é expressamente proibido e talvez porque o legisla~dor pensou que ouvesse bom senso do condutor. É que como se sabe, o cigarro pode causar um incêndio e basta uma distracção para o cigarro poder cair da mão e aí o condutor do veículo é mesmo o primeiro a sofrer as consequências... (mas poderá não ser o único).

Conduzir a fumar e a falar ao telelé (e sem auriculares), é mais do que estupidez, temos um verdadeiro kamikaze dos tempos modernos. (tenham medo)

Português ao volante disse...

há por aí um mito urbano que houve alguém que foi multado por se ter assoado enquanto conduzia.

McBrain, a Arábia Saudita é um caso à parte, esses gajos tem muito dinheiro e fumos de petróleo a correr os miolos! Procura "arab drift" no YouTube...

Luciano Rodrigues disse...

Bom, quanto ao Arab Drift, isso é malta sem amor ao dinheiro! :)

De resto, sou um desses hereges que esfumaçam e PORRA, posso fumar no meu carro??? Can I? Se ele pegar fogo, era meu PORRA! :)

Fumar enquanto se conduz não tem nada a ver com falar ao telemóvel, pois não implica concentração (ou desconcentração). É um acto físico que reduz ligeiramente a capacidade física, reduzindo um pouco a mobilidade, essencialmente por uma questão preventiva, para o cigarro não correr o risco de caír. Mesmo caíndo, eu não sei o que a Katia anda a fumar, mas não deve ser tabaco, que aquilo não é C4!

Agora, falar ao telemovel acho estupido. A minha actividade obriga-me a estar permanentemente contactável no telemovel e conduzir bastantes horas por dia. Em viagens mais longas coloco o auricular, na cidade chega e sobra o alta-voz.


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar