Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



sexta-feira, 18 de maio de 2007

ISV: A Inteligência de ir ao nosso bolso de outra maneira.





Segundo a AutoHoje, e algumas postas que encontrei num bisbilhotanço pela net, o novo ISV (Imposto Sobre Veículos) já está com o diploma quase aprovado. Pessoalmente, acho o ISV fantástico nas sua concepção: obriga o português auto-mobilizado a pagar mais, mas faz com que pareça que está a pagar menos! Mais uma maravilha do chico-espertismo deste Governo, que anda a concorrer ao mais alto nível com os malabarismos das empresas de crédito por telefone.

Trocado por miúdos, então é assim que funciona o ISV:

1 - O português com carro anda cravejado de impostos: É o IA à cabeça, IVA por cima do bolo, ISP sobre a gasosa, e finalmente o Selo de circulação. Como consequência dos preços absurdos dos carros novos e da tributação doentia da gasosa, as vendas de carros está a descer de ano para ano, bem como o consumo de gasolina. Resultado: menos receitas de impostos, e o Governo a pôr as mãos na cabeça... há que fazer qualquer coisa. Mas como?

2 - Simples: Vamos pôr os carros mais baratos, mas chular mais durante a vida do carro. Como resultado, com o ISV os carros vão ser mais baratos em média 500 euros, mas com o novo Selo de circulação (O Imposto Único de Circulação - IUC), vão ser mais caros 120 euros por ano. Como a média de troca de carros em Portugal situa-se entre 6 e 8 anos, façam as contas... catita, hã?

3 - O que vai acontecer? Para fulanos espertos como eu e o leitor, vamos todos agarrar-nos aos nossos carrinhos actuais para não andar a pagar 1000% mais de imposto de circulação. Por outras palavras, quando os portugueses aperceberem-se de que o governo vai meter mais a mão no nosso bolso com os carros novos a partir de 1 de Julho, o parque automóvel deste país vai envelhecer ainda mais!.

4 - A parte mais engraçada desta palhaçada é o argumento do CO2... nos carros novos, quem polui mais, paga mais. E nos carros velhos/importados? Quem é mais antigo (e polui mais), paga menos. Acho esta medida espectacular... importar um Diesel estrangeiro todo roto da Alemanha e sem catalisador, que carbura como um carrinho de castanhas, facilmente paga menos imposto "ecológico" do que um carro novo actual.

5 - A opção é óbvia: Andem com os vossos carros mais uns aninhos. Importem as sucatas do estrangeiro, deixem os Alemães sufocarem com ar puro e cumprirem as quotas de CO2 impostas pela UE! Nós, os portugueses que somos tão simpáticos para a estrangeirada toda, não nos importamos nada de ficar com as vossas sucatas, e de andar no meio da fumarada! Até fica mais barato, pois o Governo até dá uma ajudinha...

Para a malta que (coitada) lá vai comprar carro novo, tomem lá um simulador de impostos ISV e IUC para carros novos, dada por um blogue dedicado ao ISV e ao IUC. Ah, e quanto às nossas queridas e prestigiantes sucatas vindas da Alemanha? Também há.

Actualização da Tarde:

O Hugo Pereira, dono do blogue da Estrada Viva, indicou-me um URL de um excelente simulador de custos IA/ISV. Eu já fiz e, se comprasse hoje o meu carro novamente (1200cm3 e 140g/km de CO2), pagava mais daqui a 12 anos. Isto, claro, se os vendedores de automóveis decidirem NÃO APROVEITAR a descida real do preço final dos carros para imediatamente inflacionar os preços e aumentar os seus lucros... o que, a meu ver, é tão provável como o Benfica ser campeão este ano. Obrigado pela dica, Hugo.

P.S.: Quem é o Ministro do Ambiente? Alguém sabe? Esse tipo não tem nada a dizer? Metam a PJ a procurar o tipo, que foi raptado!

9 comentários:

Hugo Pereira disse...

Concordo com praticamente tudo o que disseste, mas há um ponto que deve ser esclarecido.

Consulta este endereço da Anecra e vê lá a partir de quantos anos é que não compensa o novo imposto.

http://www.anecra.pt/gabecono/idx_103.aspx

No meu caso, só não compensa ter carro a partir de 11 anos de vida, mas nessa altura já eu troquei de carro, como tal, no meu caso a nova lei da tributação automóvel é vantajosa.

Continua o teu blog, está excelente e passa lá pelo meu (estradaviva.blogs.sapo.pt)

Abraço.

Anónimo disse...

Tenho acompanhado este blog há umas semanas e cada vez mais vejo nele um blog da categoria "muito respeitável, deveras interessante"! Continua o bom trabalho!!

Ginesta

Anónimo disse...

Muito bom. Muito bom mesmo.

Tenho acompanhado o teu blog desde o início, como sabes, só que sou muito perguiçoso para comentar.

Bom trabalho, e continua.

Abraço

Engenheiro (não, não sou o filósofo grego) do yakalike

Luis Sardinha disse...

Se na prática as coisas não estão assim tão bem (não n conheço a lei muito bem nem vou discutir nesse aspecto) na teoria esta medida é excelente só é pena diminuir o preço em 500 euros...

No ideal, eu tirava todo o IA e colocava-o no ISV dividido nos primeiros 6-8 anos.
Se isso acontecesse tinhas carros muito mais baratos e por causa disso trocavas mais de carro (carros mais ecológicos e seguros).
Relativamente à história dos carros antigos, isso acontece porque tem de haver um momento de transição.
Os carros velhos vão acabando aos poucos e acabariam ainda mais depressa se tiveres um carro novo ao preço de um carro importado com 8 anos!!
No entanto, existem duas coisas em que tens toda a razão: a primeira é o aumento das margens de lucro dos constructores (os carros em portugal são dos mais baratos - antes de impostos - na europa) e a outra é a incapacidade do estado dispor de alguns tostões nos impostos.

Português ao volante disse...

Sardinha,

O que me revolta mais nisto, é andarem a falar: É um imposto ecológico, calculado com o CO2, e é verde, amigo do ambiente, vamos penalizar os poluidores, bla bla bla.

TRETAS. Na prática, vamos ter carros mais antigos e mais sucata importada. Essa descida de preços vai ser logo açambarcada pelos vendedores!! A SIVA até saliva com isto...

Anónimo disse...

VAG ftw \m/

Anónimo disse...

Então deixa ver se entendi: este imposto aplica-se apenas a veículos novos, e não aos importados da Alemanha e afins!!???

FD disse...

Olá,

Sou o autor do http://impostoautomovel.blogspot.com.
Importa esclarecer uma coisa que não tem passado para o público em geral, e que é particularmente referida neste artigo.
O desconto nos usados importados é dado por imposição da União Europeia e não porque o governo "quer". Aliás, basta ver que para carros vindos de países que não pertençam à União Europeia, o governo apenas desconta 10% sem qualquer distinção quanto à idade (em oposição ao máximo de 80% para veículos vindos da UE).
Podem encontrar mais informações sobre este tema neste artigo.

Cumprimentos. :)

Português ao volante disse...

FD,

Realmente, o teu blogue é uma verdadeira bíblia sobre o ISV. E, segundo o que li, concordo em pleno com o cepticismo da ANECRA, e repudio a estupidez que este governo quer fazer, ao impingir-nos que é um imposto mais "ecológico"...

Lá porque tem uma componente de CO2, não deixa de ser estúpido o desconto para os importados, mesmo que a UE o imponha. Sim, porque em Portugal 3/4 dos carros importados tem mais de 10 anos (já fim uma posta com números exactos, tu também tens números fundamentados), e acredito que os outros importam é carros mais recentes.

Se este medida vai (na minha opinião) incentivar o uso de carros mais poluentes e dificulta a compra de carros menos poluentes, há que CRITICAR este imposto a viva voz!


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar