Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



quarta-feira, 25 de abril de 2007

O apêndice ailerónico nas escovas limpa-pára-brisas!



Os belos ailerons de escova... mais tuga que isto, não há!


Não há acessório automobilístico que defina tão bem o 'ser português', como os famosíssimos apêndices ailerónicos que se colocam nas escovas limpa-pára-brisas! Porquê, dizem-me vocês? Passo a explicar...

Já viram algum carro novo a ser vendido com tais apêndices?! Não. Nem aparecem na lista dos opcionais. Sabem porquê? Porque são INÚTEIS! Não é preciso ser um cientista de foguetões para saber disso! Mas isso não convence o português típico, que tem conhecimentos de aerodinâmica bem mais vastos do que as equipas de engenheiros e designers automobilísticos das principais marcas! Pelo menos, isto depois de emborcar um certo número de cervejas...

O português acha que, por 1,99 euros, consegue obter um melhor desempenho das escovas, só com este acessório! O raciocínio por detrás desta decisão é surpreendentemente elaborada:

1. o ar bate nas palas da escova com uma aceleração A; esse ar tem uma massa M;
2. Assim, cria-se uma força descendente F, pois todos sabemos que F=MxA;
3. Essa força faz com que a pressão P exercida na área de contacto (Área) entre a borracha e o vidro seja maior, pois P=F/Área;
4. Essa pressão P evita que as marotas das gotículas de água fujam entre a escova e o vidro;
5. Resultando numa melhor limpeza do pára-brisas!

É claro que isso também se consegue comprando escovas novas, mas isso é o triplo do preço! E, reparem, tal teoria faz com que, quanto mais rápido se circular, mais aceleração se produz, mais força descendente se consegue, melhorando o desempenho da escova! De génio, hã?!

Assim sendo, eu elejo os apêndices ailerónicos das escovas como o apêndice que mais caracteriza o tuga e os seus imigrantes. São pirosos e anedóticos. Tal como os seus donos.

12 comentários:

Great Houdini disse...

bela lição de fisica

Kruzes Kanhoto disse...

É pó xunnnniiiiinnnng!!!!!

Ricardo Almeida disse...

Parecendo que não, isso funciona! Obviamente que eu não tenho um assim tão vistoso, mas funciona muito bem, pricipalmente para quem circula na Auto-estrada todos os dias, como eu. Claro que para quem circula apenas nas cidades e não atinge velocidades como nas auto-estradas, não se nota grande diferença. O que é certo é que na chuva limpa muito bem os vidros...

Português ao volante disse...

ricardo,

não sabes como é emocionante para mim poder falar com alguém que efectivamente comprou e usa esses apêndices todos os dias! :)

Mas é verdade que, para poderes dizer isso, tens de fazer uma experiência mais isenta: pede à tua mulher/namorada para, aleatoriamente, colocar e retirar esses apêndices, e depois cobrir as escovas para tu não saberes se os apêndices estão lá ou não.

No final do dia, diz se as escovas limparam bem ou mal. Só assim é que consegues afirmar isso de uma maneira isenta de tendências... :)

A sério, gostaria de fazer um ensaio desses...

Ricardo Almeida disse...

Não preciso de fazer um teste desses. Eu só tenho isso na escova do lado esquerdo, dá para ver bem que a escova do lado direito não limpa tão bem quando vou na auto-estrada a chover... Ou será que as leis da física só se aplicam quando se tem um acessório daqueles...? Vais-me dizer que o ar não entra por baixo da escova?

Eduardo Maio disse...

Um pouco mais de cultura automóvel só te ficava bem, vê lá tu que o meu carro sai de origem com um spoiler na escova e posso-te dar exemplos desde Fiat's a Ferrari's todos eles com esses apendices nas escovas.

Ou isto é inveja do teu manco não ter destes spoilers nas escovas?

Português ao volante disse...

Por aqui, eduardomaio?! :)

Este blogue é uma maneira de despistar o meu subconsciente. Todos os dias vivo com um conflito entre os meus hemisférios cerebrais sobre dilemas como a sensatez ou a vontade de meter um cap.

Tocaste na ferida freudiana do meu intelecto: este blogue é uma maneira de compensar as frustrações de não ter ailerons nas escovas, autocolantes nos vidros, duplas abufadeiras e volaltes pintados de branco à trincha.

Ou então, não. :P

Eduardo Maio disse...

Não percebeste o que queria dizer, existem carros de origem que saem de fábrica com spoilers nas escovas para reduzir o atrito e os ruídos aerodinamicos, não é obrigatóriamente "xunning". Isso é um bocado como dizer que qualquer carro que saia de origem com um aileron é "xunning" quando muito provavelmente ele é necessário lá.

Anónimo disse...

É surpreendente que quem tem um acessório desses não meta o rabo entre as pernas e e cale... ainda vem mandar bocas.

Unknown disse...

Em relação a este assunto só tenho uma coisa a dizer... que bom seria se os xunings portugueses se limitassem a por estes apendices nas suas refinarias ambulantes.

Trindade disse...

Epá, só aterrei neste blog hoje, mas achei-o fenomenal, muito bem escrito e com humor a rodos. Tive que comentar esta das escovas, é de se lhe retirar o chapéu!!! cumprimentos

paulo disse...

pois é caro amigo o senhor diz que nao sai de fabrica mas sai o meu ibiza tem um aleron na escova mas ja vi que o senhor gosta mesmo é de rasgar na casaca dos tugas porque nao é tuga ou é lisboeta!


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar