Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



quinta-feira, 12 de abril de 2007

Ciganos ao volante em contra-mão dá nisto!



Imagem retirada
do Correio da Manhã.


Vi anteontem na TVI, estou a ler a notícia no Correio da Manhã, de onde estou a retirar excertos, e acho tão ridículo, que tinha de partilhar com vocês todos!

«O sargento da GNR de Coruche, João Nunes, que em 2005 matou a tiro um jovem de 24 anos numa perseguição automóvel que terminou em Montemor-o-Novo, foi ontem condenando pelo tribunal desta cidade a um ano de prisão, suspenso por três anos, e ao pagamento de uma indemnização de 15 mil euros aos familiares da vítima.»

Quem viu a reportagem na TV como eu, viu a família do fulano (de etnia cigana), todos indignados a chorar e a reclamar da sentença aplicada. O advogado de acusação, claro, quer recorrer. Dito assim, até parece que o GNR merece realmente ser pendurado pelos pés e enchido de formigas carnívoras, enquanto ouve músicas do Pedro Abrunhosa até morrer. No entanto, não é bem assim a história!!

- A vítima, Luís Monteiro, seguia numa Ford Transit e foi interceptada numa operação stop em Santarém. Por não ter carta de condução, desobedeceu ao sinal de paragem e fugiu a alta velocidade.
- O indivíduo, que seguia na carrinha com uma mulher e uma criança, escapou às barreiras policiais, abalroou uma viatura da GNR e andou em contramão na A13 até ao nó de Coruche. Prosseguiu até Montemor, onde acabou por se despistar.
- Não satisfeito com a borrada, fugiu depois a pé em direcção a um acampamento (de ciganos, claro, à procura de protecção) e, sem que ninguém se tivesse apercebido, foi atingido por um tiro da arma do sargento. A vítima foi detida e só mais tarde começou a sentir-se indisposta. Morreu no Centro de Saúde de Vendas Novas.

Ou seja: Este pobre GNR tem de pagar 15 mil euros à família de um energúmeno que não tem carta, desobedece à autoridade, abalroa os carros da GNR e põe em perigo de vida a sua mulher e filhos, e que se está a marimbar para a vida dos que seguem na A13 enquanto ia em contra-mão na maioria do tempo dos seus 90km de fuga?! Mas está tudo maluco ou quê?

Junto-me à família do cigano: também eu estou indignado da sentença aplicada. Cá para mim, o GNR devia era ter metido uma bala mesmo na cornatura do cigano, com todos a ver lá no acampamento, terminando com a frase: "Isto é o que acontece com todos os ciganos sem carta de condução, que fogem à GNR em contra-mão!". Acredito que iam todos no dia seguinte inscrever-se na DGV (sim, porque 99% deles não deve ter carta), para poderem levar as suas Transit cheias de camisas Tommy Lero-lero-figer para as feiras, abaixo dos 50 km/h.

Adicionalmente, o sargento João Nunes devia ser condecorado com uma medalha de mérito e um abraço do Cavaco, por serviços prestados à pátria, eliminando um potencial assassino ao volante. Quanto à família do cigano, esses é que deviam pagar 15 mil euros a famílias com vítimas inocentes de energúmenos que conduzem em contra-mão.

Eu acho que o tipo morreu, e morreu bem! Não faz cá falta! Quem conduz em contra-mão a fugir à GNR, colocando em risco a vida da sua família e arriscando a matar mais uns inocentes ao volante como eu, não merece viver. Merece ouvir o Pedro Abrunhosa até morrer!

11 comentários:

RaCcon disse...

Concordo plenamente com tudo o que aqui foi dito...este pais vai de mal a pior...daqui a nada compensa mais ser criminoso que andar a trabalhar e a pagar impostos para o pais...

Unknown disse...

Falta-te fazer a posta sobre o monhé bêbado do Bangladesh que atropelou uma mulher grávida em Loulé e seguiu o seu caminho dizendo que não se tinha apercebido de nada.

greeneyes_scp disse...

estás a ser mto preconceituoso, as tuas palavras são xenófilas!

mtos erros s fazem, ag só or ser cigano? o sistema judicial está cá pr alguma coisa, não?

Português ao volante disse...

greeneyes_scp,

Acho que queres dizer xenófobas, e não xenófilas.

E peço imensa desculpa, mas fugir à GNR e andar em contramão não é um erro. E todos nós sabemos como os gicanos não têm respeito pela lei deste país. Pagam IRS? Tiram a carta?! E não, tenho todo o direito de os criticar, como grupo étnico que está constantemente a armarem-se em vítimas, mas que não o são.

Que me perdoem os ciganos que fogem a este estereotipo, mas é a imagem que fica e que tenho o direito de me indignar. E tenho a certeza de que se um familiar teu fosse vítima de uma colisão frontal desse cigano em contra-mão, que as tuas palavras seriam outras.

Abraços.

Anónimo disse...

O gajo morreu e bem, e o polícia deveria ser condecorado.

Cigano em contra mão na via láctea disse...

Bem, estava aqui à procura de coisas que se podem encontrar na web acerca da minha etnia, eis se não quando me deparo com este blog com uma magnífica afirmação: "Ciganos ao volante em contr-mão dá nisto"...bom leio a história e quando chega a parte em que diz.. mas a história não foi bem assim pensei...olha, se calhar o ciganito puxou duma arma e começou aos tiros ao sargento, mas não, afinal o rapaz estava a fugir de costas para o sargento, e levou um tiro, não sei se até aqui há alguma cobardia, se calhar não...
Posto isto o meu regozijo sofreu um aumento exponêncial ao ouvir os comentários de quase todos participantes neste concílio de cidadãos preocupados com os impostos que 20 ou 30 mil ciganos não pagam, no entanto incapazes de apontar o dedo aos milhares de empresários a dever milhões ao estado português, tenho a certeza que 1 fraudezita de "senhores" é passível de cobrir as despesas dos "ciganos" até ao ano de 2099, até poderá existir mais uma ou duas...ou não...quem sabe?...
A propósito este cigano desconta mensalmente 400€ do seu ordenado por conta de outrém, todavia o que devemos reter é a vossa belissíma capacidade de discurso que sem dúvida terá a jusante um mundo melhor...onde um tiro nos cornos desses gajos é a solução mais coerente...

Anónimo disse...

Sai mai um "tiro nos cornos" para este senhor aqui em cima...

Anónimo disse...

So nao percebi o porque de condenarem o, grande cidadao e, sargento da GNR. Os seus actos so demonstraram ser capaz de efectuar o seu trabalho em condicoes. E para isso que ele e pago por mim e por todos os cidadãos portugueses que cumprem, ate mesmo aqueles que sao ciganos!

Anónimo disse...

Claro esta que se criticar um preto ou um cigano se e xenofobo. eles sao sempre cidados exemplares pagadores de impostos, e respeitadores dos outros.

mig disse...

Os ciganos regem-se pelas suas próprias leis e não pelas leis dos países onde residem.Se fizerem mal a um paio,como chamam aos otários que parecem ter a obrigação de os sustentar,são vistos na sua comunidade como heróis.Do que estão à espera?Da nossa gratidão pelo constante abuso?

Anónimo disse...

Meus srºs porque nõa falamos da casa pia!cambada de pedofilos que nem se sequer são julgados.A vossa etnia é tão porca que nem os poprios filhos perdoa abusando deles vezes sem conta e depois ainda vem com estas histórias de moral quem merecia um tiro nos cornos eram vocês.


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar