Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



domingo, 10 de fevereiro de 2008

Ter carta de condução? Para quê? Estamos em Portugal!





No outro dia, na SIC, vi uma reportagem a falar sobre o aumento do número de pessoas apanhadas a conduzir sem carta, em Portugal. Só em 2007, foram mais de dez mil!! A parte cómica foi as desculpas dadas por tais pacóvios: a desculpa esfarrapada mais usada é o facto de ser uma emergência! Sim, claro, pois! E já agora, não querem também uns pirilampozinhos para acompanhar? A segunda desculpa lamechas é mais anedótica: o preço da carta! Não sei quanto é que custam hoje em dia, mas se há dinheiro para o carro, para a revisão, para a gasolina e para o seguro (aqui, já coloco reticências), não sobra dinheiro para essa mera burocracia mesquinha que é tirar a carta, não é?

Isto dá para concluir que a nova moda deste rectângulo plantado à beira-mar é, realmente, andar sem carta de condução. Eu não sei porquê, pois tenho carta desde os 18 anos, mas se calhar deve dar uma sensação bem orgásmica e radical: este fulano da Madeira já foi apanhado três vezes este ano sem carta! Acreditando que ele não deve ser assim TÃO ESTÚPIDO, pois só em multas, já dava para pagar duas cartas, só posso concluir que isto é mesmo o último grito nas chico-espertices portuguesas!

O presidente da ACP, Carlos Barbosa, o único com tomates para andar a denunciar as estupidezes dos portugueses ao volante e a respectiva estupidez dos políticos, teve uma tirada fabulosa, da qual eu já defendia e concordo a 110%: as últimas tendências de descida no número de acidentes e de vítimas na estrada deve-se bem mais ao aumento do número de auto-estradas e de ICs, bem como ao aumento dos preços da gasolina, fazendo com que se pegue menos no carro! Não venham com essas teorias rascas de que são os radares e os agravamentos das multas que estão a fazer efeito, que isso não cola! Qem afirma isso são apenas os políticos sem escrúpulos, que querem justificar mais agravamentos de multas, para aumentar receitas com mais fiscalização inútil.

Agora, ó Carlos, lamento mas não vais ter sortinha nenhuma na tua nova proposta para várias alterações às regras para tirar a carta de condução, já a aplicar em Março. Sim é verdade, há muitos condutores por aí que NÃO sabem conduzir, mas isso não vai funcionar: se os exames vão ser mais rigorosos, menos pessoas vão querer tirar a carta. E, em Portugal, não há problema nenhum em conduzir sem carta!

1 - Em Portugal, o que acontece a quem não tem carta de condução? Este palhaço quis experimentar o Audi do irmão, a 160 à hora na A1, e ao mesmo tempo, mandou uma espanhola para a cadeira de rodas. É a terceira vez que o palhaço é caço sem carta, e NÃO está arrependido. Agora, ele vai para a prisão, e até pode escolher os dias em que quer ir para a prisão, mas isto deve ser por causa da espanhola, claro!

2 - Ora este ex-emigrante anda há 23 anos sem carta! Quando foi apanhado, também não tinha inspecção, e já passava os 0,5g/L de álcool no sangue! Claramente que este calhau deve julgar que as leis aplicam-se a todos, menos a ele! Mentalidades retrógadas como a deste fulano, quantas mais andam por aí?

3 - Ah, e para aqueles que realmente não sabem conduzir, mas que querem ter carta, existe este último grito no contorno das leis: tirar a carta no estrangeiro! Brasil, Marrocos, Ucrânia, tanto faz... e depois, pedir a equivalência para a carta portuguesa! Leiam a notícia, é lindo: basicamente, uma tipa que voltou do Brasil, sem carta, pecebeu que em Portugal era preciso uma carta (doh!). Resultado: toca a mandar vir uma do Brasil, trocar por uma portugesa, e já está! Ela própria confessa que não sabe o que quer dizer alguns sinais, nem sabe bem quem tem prioridade nos cruzamentos, mas que interessa? Ela tem carta.

Para que raio serve a carta? Qual é a utilidade de exames de condução mais rigorosos? Daqui a pouco, transformamo-nos num país onde quem tem carta de condução tirada em Portugal, a partir das regras actuais, é um otário. Estive eu a tirar a carta aos 18 anos (custou-me 100 contos), e a perder tempo com aulas e outros trabalhos, quando podia perfeitamente ir ali ao Martim Moniz comprar uma, ou andar sem carta!

Ó Carlos Barbosa, deixa-me sugerir uma adenda a esse pacote de medidas (sim, eu sei que tu és um fanático por este cantinho, e que o lês religiosamente): eu, como cidadão com carta de condução LEGAL e sem acidentes, acho que tenho todo o direito de saber as origens da carta de condução dos demais condutores! Se me vir envolvido num acidente com outra pessoa, exigo o direito de saber se o outro condutor tem uma carta de condução encomendada na Ucrânia, e se tiver, quero exercer o direito de usucapião e de ficar com o carro dele! Claro, pois se não tem carta, ele não pode ter carro, não é? Acho que é bem capaz de ser uma alínea bem mais eficaz no combate a este flagelo. Não tens de agradecer, esta foi de borla.

23 comentários:

Anónimo disse...

Portugal não precisa de aumentar mais as multas de trânsito. Precisa sim mas é uma legislação rodoviária, que puna em condições os condutores prevaricadores, tal como a nossa vizinha Espanha, começou a aplicar à pouco tempo. Isso sim, porque enquanto assistirmos a julgamentos de acidentes com vitímas mortais nos nossos tribunais, onde os responsáveis são condenados a penas suspensas, é uyma vergonha para um país que procura baixar o seu nivell de sinistralidade rodoviária.

Anónimo disse...

A falta de civismo e de responsabilidade verifica-se todos os dias nos nossos cruzamentos sinalizados com semáforos em que ninguém respeita a luz amarela e passam vermelhos, como quem muda de camisa. Daí serem os locais na nossa capital com maior numero de acidentes, aì sim deveria existwir um sistema que detectasse e identificasse os infractores. Pois quem passa um vermelho é a mesma coisa que dar um tiro no escuro, pode acertar ou não no alvo e quando isso acontece é sempre gravissimo.

Anónimo disse...

Usucapião
tem a ver com o facto de uma pessoa, ou pessoas "usar(em)" um terreno sem a oposição dos proprietários por 20 (ou +) anos!
Não estou a ver ficares com o carro da besta que te bateu sem seguro, ou com carta encomendada, por 20 anos parado para depois o exigires...
A educação superior às vezes não substitui a consulta de um dicionário.

Anónimo disse...

Também tenho carta desde os 18 anos (tenho 47)mas já não digo nada, como diz o outro, conduzir bem é ter carta de condução?
Os encartados (supostamente) que eu vejo na estrada deixam-me estas dúvidas.

NHEKNHEK disse...

Este pais começa a perecer-se cada vez mais com o iraque!
E não ha quem tenha pulso e coragem para tomar medidas duras para acabar com este e outros abusos, que poem em risco a vida dos outros!
Ah ja me tinha eskecido que foi feito um estudo em que se "descobriu" que o estado tem mais prejuizo com as pessoas saudaveis (que vivem mais tempo)do que com as que estao doentes que morrem prematuramente.
Ora isto de não se tomarem medidas para combater este flagelo deve ser mais uma "ideia" do nosso governo para baixar o nosso deficit, "Menos gente, menos despesa" deve ser este o lema!
Depois admiram se que o Salazar depois de morto e enterrado ainda ganhe concursos de popularidade na TV, é que o tipo podia ter muitos defeitos, mas com ele a lei era para ser respeitada!´
É por estas e por outras que profissoes que tem como função o fazer respeitar a ordem, como politicos, policias, juizes e outros tem um indice de popularidade miseravel, é por serem incompetentes e não terem a minima noção da realidade.

PORTUGAL = PARAISO PARA INCOMPETENTES E CRIMINOSOS

Anónimo disse...

Percebo a sua ira e cólera, mas sinceramente porquê o Iraque, porquê o Salazar.
Somos nós humanos e Portugueses que somos assim, será que Salazar é nossa referência? Quem tinha carro nesse tempo? Nem sequer estradas tinhamos, e já agora que idade tinhamos no seu tempo?
Temos de falar de hoje, agora, temos mais dinheiro (entre aspas) carros silenciosos em que a velocidade não se sente ou ouve, como acharem correcto, a nossa vida é diferente.
Na minha modesta opinião é um problema cultural, talvez social.
É complicado para todos nós.
Bem hajam.

Português ao volante disse...

Por alguma coisa é que temos um Governo, que é precisamente para governar. E governar pressupõe zelar pelos nossos interesses.

Ora, quando um governo começa a demonstrar mais do que uma vez que não está interessado em resolver um problema grave, que é a sinistralidade rodoviária, preferindo salientar o decréscimo do número de vítimas (que não tem nada a ver com a repressão que tem feito, e que até aumentou este ano), e não faz nada a este flagelo que está a aumentar a olhos vistos, isto começa a ser preocupante!

Anónimo disse...

A todos vós quero contar o seguinte, moro em Odivelas a minha rua é ao pé do Odivelas Park e peço desculpa a todos aqueles que não conhecem, acontece que todos os dias automobilistas viram à esquerda, passam por cima do traço continuo para chegarem mais depressa ao centro comercial, em vez de ir mais acima contornar uma rotunda e tomar normalmente o seu destino.
Só por acaso até hoje e ainda bem não houveram acidentes com mortes.
Acham que é culpa de um governo?
Acham que é culpa da legislação?
A culpa é do cidadão comum como eu e todos nós.
As pessoas têm de respeitar as leis.

Torre disse...

Conheço parte da realidade da condução ilegal, e tenho histórias até bem curiosas sobre o assunto... Uma delas prende-se com um senhor que esteve envolvido num acidente, felizmente sem feridos e, no caso dele, sem carta também.

Foi a julgamento, e chorou baba e ranho... Resultado: multa. Chegado cá fora, ainda a chorar, e dado que disse que tinha sido uma situação excepcional, tanto mais que o veículo não era dele, quando questionado se era de facto a primeira vez, diz, a chorar e a sorrir, "já conduzo há 27 anos!"

Et sic transit gloria mundi... Assim vão as glórias do mundo.

Não seria mais pedagógico, como eu ouvi que um Sr. Juiz já com bastante tempo de experiência fazia, perante uma pessoa destas, dizer-lhe "O senhor agora vai tirar a carta; tem x meses para o fazer, caso contrário, será julgado, e passará uns tempos na prisão!"

Era um expediente bem mais prático e possível, de acordo com a lei, contanto que a própria pessoa e o Ministério Público concordassem! Mas não, temos mais do mesmo, e é vê-los (tribunais) a aplicarem multas e mais multas... Terceira vez, isso é para meninos! Eu conheci um que era nada mais nada menos que a sexta vez, e ainda assim, não foi dentro!!!


Quanto à questão colocada em cima por um ilustre anónimo (novamente e sempre anónimo), ir ao dicionário também não basta...

A Usucapião é uma figura que tem múltiplas tipologias e, em consequência, muitos prazos para poder ser invocada. Os 20 anos (e nunca mais, como referiu) aplicam-se à usucapião de bens imóveis, quando de má fé e não fundada em justo título (compra, etc.)... Para os bens móveis sujeitos a registo, como os automóveis, os prazos são diferentes...

Educação superior não é tudo, e sou o primeiro a dizê-lo!!!

Ainda assim, o dicionário também não nos diz tudo... :)

Torre disse...

Concordo também com o que o Anónimo que me precedeu nos comentários (será o mesmo Anónimo? Tanta malta com o mesmo nome...) Não se trata só de políticas, mas sim de mentalidades... Mas as mentalidades também se mudam através das políticas, ou seja, se houver um investimento forte no nosso ensino primário na educação e civismo (em todos os vértices, e não só na estrada), daqui a uns anos esperamos ter mudanças sensíveis na mentalidade dos jovens, e adultos do futuro... Porque é que isso não é feito!? Entram as escolas de condução a insurgirem-se nessa questão (não porque as pessoas iriam melhor preparadas para os exames, e assim acabaria o clientelismo de mais aulas e até possíveis subornos, mas porque... porque... por outra razão qualquer que eu não estou a ver agora, mas que a deve haver, deve, neste país somos todos sérios!)...

Por isso, muito embora as mentalidades de facto sejam um assunto urgente a tratar, também podem passar por políticas... Dão milhões para estudos da OTA... Eu por um milhãozito fazia este estudo, na boa, e certamente teria ajuda dos membros daqui do blog... Mediante uma pequena comissão, claro esta! :D

Agora a sério, acredito que deste espaço possa surgir mudança, e se até nos juntarmos para estabelecer uma posição perante o Governo, contem comigo!

lenny disse...

Enquanto a corrupção nos centros de inspecção continuar nada há-de adianter em termos como "exames rigorosos"!

Anónimo disse...

Um dos anónimos sou eu, mas não sou o dos 20 anos, sou o de Odivelas, só que ainda não percebi (e vocês vão dizer granda nabo)como me registo.
Prometo deixar de ser anónimo.
Um abraço para todos.

MIH disse...

Acho que seria uma boa política...que opinas se o carro que estes marmelos conduziam quando foram apanhados sem carta era automaticamente apreendido e ficava para o estado sendo vendido em hasta pública?

E se o carro fosse emprestado? Azar o dono que não o emprestasse a alguém sem carta...tem de ter responsabilidade...Se fosse roubado então depois de uma queixa na polícia por roubo o carro era devolvido, mas o prevaricador era preso por roubo;)

Garanto que diminuía logo este flagelo

Abraço

NHEKNHEK disse...

Quando disse que este pais cada vez mais se parecia com o Iraque, foi a pensar na imagem de desordem e de falta de cumprimento de lei(no Iraque tambem há leis, mas quase ninguem as cumpre) e o mesmo se passa cada vez mais em Portugal, sem punição para quem as infringe!
E fiz referencia a Salazar, pois apesar de ser um ditador e de todo o mal que fez ao país, com ele as leis eram para ser cumpridas quer fossem leis Justas ou injustas, se existem são para cumprir, e isto explica o facto de cada vez mais pessoas sentam "saudade" do seu tempo!
Qualquer pessoa que tenha vivido nesse tempo, fala hoje da segurança que se existia e importancia em se fazer respeitar a lei... não tem nada a haver com "carros silenciosos nem auto-estradas", tem a ver com qualquer que fosse o assunto!

O principal responsavél por esta anarquia claro que somos nós que infringimos as leis, mas não menos responsaveis são quem tem resposabilidade em faz cumprir a lei(POLICIAS JUIZES POLITICOS)


Uma dica para os anonimos: Quando escrevem o comentario por baixo coloquem uma alcunha, é mais facil entendermo-nos

Torre disse...

Não sei se a achega dos carros apreendidos era para mim, mas respondo à mesma! :D

Aí estamos a mexer com outro assunto, que é o direito de propriedade... Ou seja, ninguém impede ninguém de ter um carro, eu posso ter um carro e não ter carta, quer porque gosto dele como objecto de decoração, de ostentação (para ter à porta de casa, razão também de compra de 90% dos veículos de "griffe" importados):P , ou mesmo porque gosto de pôr o motor a trabalhar e lá ficar a ouvir o rádio... Contanto que não o manobre, nada contra!!!

Mas compreendo o argumento, Mih; se o carro fosse apreendido, porque o estava a conduzir, não era mal pensado... Mas colide com o dito direito de propriedade, não obstante ele o estar a conduzir...

Porque para isso há uma norma de proibição de condução de veículos a motor sem licença (crime de condução ilegal)...

Mas concordo com a apreensão de um veículo conduzido por outro que não o proprietário do mesmo ou, por outro lado, que responda igualmente em tribunal não por crime, mas por contra-ordenação, pois se eu quero ter um carro, devo ser suficientemente responsável para saber que esse é um veículo que comporta um risco e, em consequência, não o posso emprestar a qualquer bicho careta sem carta de condução...

E atenção que eu não estou a generalizar, não é todo o não encartado que é bicho careta, mas sim os que conduzem ilegalmente!!!! :D

João Filipe84 disse...

Eu por mim dispenso completamente a carta. E uma pessoa não necessariamente precisa de tirar a carta logo aos 18. NÃO PODEM SER 4 OU 5 ANOS MAIS TARDE? É OBRIGATÓRIO SER AOS 18? E É OBRIGATÓRIO TER CARTA DE CONDUÇÃO? EU TENHO QUASE 24 ANOS E DISPENSO CONDUZIR, COMPRAR CARRO, NÃO ESTOU PRA ME DAR AO TRABALHO PRA EMPINAR O CÓDIGO DA ESTRADA, DE IR APRENDER A CONDUZIR, PEGAR NUM VOLANTE, NAAAAAAAADAAAAAAAAAAAA!!! AQUI HÁ 10 ANOS ATRÁS OU HÁ 8 OU PERTO DISSO TMB DARIA ESSA RESPOSTA, TMB TINHA ESSA CONCEPÇÃO, E TENHO A MANTIDO DE LÁ PRA CÁ! Eu sempre fui e tenho sido até agora e sou uma pessoa TOTALMENTE INVULNERÁVEL!

vitor silva d agueda disse...

hoje fui apanhado sem certa d carro mas ja tinha apanhado 3 d motorizada e a 3 vez deran me pena suspensa na sei o que me vai acontecer sera que vou la dentro.? se la for vai ser uma desgraça para a minha mulher e para o meu filhote e logo por azar este fim do mes ja ia ao exame de conduçao
se o juiz me desse uma chaçe no mesmo dia eu ia logo ao exame d conduçao no mesmo dia so pra provar que estou redondamente arrependido sera que tenho aguma chaçe?

Anónimo disse...

A carta custa 600 euros palhaço,não é uma mera burocracia,um carro arranjas por 150 por isso não me venhas com merdas que as pessoas arranjam desculpas estúpidas.E parem voces todos de se armarem em justiçeiros seus cabrores,nunca cometeram ilegalidades na vida,nao??!idiotas...

Anónimo disse...

ó palhaços de merda , aqui o amigo anonimo tem razão , fosses não passam duns otários de merda , devem ser perfeitos conserteza , é como o anonimo diz , um carro custa 150 euros e uma carta custa 1.200 euros
não sei se tão a ver bem mas a vida está bem dificil , talvez não pra voces , até porque quem fala assim ou é rico ou ganha muito bem ou então é bofia ou broche de juiz , palhaços , eu ando sem carta e continuarei a andar porque este país está cheio de corruptos e mais um infractor não vai fazer a minima importancia , olhem prós bofias corruptos , prós juizes corruptos e prós politicos corruptos ( tipo socrates e companhia ) que roubam e tem escutas e tudo a provar e ainda abafam tudo , ladroes de merda

mike disse...

ola algem me pode dizer a donde poço aranjar a carta de conduçao portuguesa sem pasar um exam ?? porque eu esto na frança e vo de ferias no mes de agosto se uma pessoa sabe de alguma coisa pode me dizer um preço obrigado

Anónimo disse...

Nem todos temos pais ricos que nos pagam tudo, eu sou "Anarquista" e conduzo vários veiculos em qualquer local DO MUNDO. Quando os "POLITICOS" quiserem roubar a liberdade das outras pessoas, pegam nos seus carros de alta cilindrada que são pagos pelos contribuintes e façam um teste de choque com uma azinheira... tenho alguma pena da árvore mas é por uma boa causa. "GOVERNO = MÁFIA": Confirmem vocês mesmo

Anónimo disse...

o palhaço que bem para aqui por em causa as pessoas de conduzirem sem carta e um burro que pensa que e mais de que os outros so pq tem a carta quando ainda era bebezinho de 18 aninhos,eu ja conduzo desde os 17 anos bebe tb tenho 36 ando todos dias de carro e nunca tiva acidentes e mais de certeza que se fizer um teste a tua beira ficas mal .filhos da mama que tem tudo pago pelos velhotes nem sabes o que e a vida avias de trabalhar para sustentar uma familia pagar uma renda e so ganhares 700 euros para ver se falavas assim cresce e aparece .tens um papas que nem os mereces burro armado em esperto acorda pra vida

Anónimo disse...

A mim o fdp chumbou me no exame de conducao. Estava nervoso e a roda do meu carro passou por uns centimetros a berma da estrada (na auto estrada). Nada de mais e ele chumbou me. Um exame de conducao novo custa 300 e tal euros. Desde esse dia q ando dem carta. Ja passaram 2 anos (tnh 20 anos) nunca tive um acidente, nunca tive um problema e os meus amigos todos dizem q conduzo melhor e de forma mais segura q os pais deles que tem carta ha 30 anos ou mais. Acho q isto da carta de conducao é um esquema criado para encher os bolsos. Sao todos uns fdp em Portugal. Deixo um conselho: quem quiser carta de conducao compre uma em marrocos ou assim. É mais barata e mais rapida


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar