Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

O melhor dos dois mundos! Golf TDI GTI!





Ora viva! Ontem, eu encontrei este pobre exemplar de um Golf IV importado em 2ª mão do estrangeiro, mas que felizmente ainda não aparenta sintomas da doença dos Golfs verdes, que tem vindo a alastrar pelos Golfs lusitanos como uma praga. Ora este Golf está em princípios de ser xunguificado, pois já apresenta as devidas bufadeiras destacadas, e umas pestanas pirosas nos faróis da frente.

Mas o que despertou a atenção foi mais o lettering! A preocupação imeditada deste português ao volante sendento de estatuto e de prestígio ao preço mais baixo foi ter um Golf com as siglas TDI e GTI no carro. De facto, o Golf IV TDI GTI existiu mesmo, uma edição especial vocacionada para o nicho de mecado de malta sedenta de lettering cheio de prestígio, como se deve perceber. No entanto, o seu lettering era "Golf" à esquerda, e "GTI" à direita. Como devem ter percebido, o dono "fez a questão" que os demais utentes da estrada soubessem que estavam a cruzar-se perante um magnífico e exclusivo TDI.

Isto, meus amigos, é o expoente máximo para o português que compra um carro com o único propósito de se mostrar aos outros, e de procurar a classe e a auto-estima perdidas por anos e anos de convivência com uma mente oca e sem personalidade. A vontadinha de ter um Golf TDI ou GTI (ainda anda indeciso) foi tanta, que até foi ao estrangeiro buscar tal versão.

E assim vai este país, e assim vão tristemente os Golfs que param nas mãos de um português. Graças a Deus que não tenho um Golf, pois quer dizer que a minha auto-estima vai bem de saúde, obrigado.

16 comentários:

nuno disse...

Mais um cromo a prometer xuningficar o pobre carro. Mas por acaso EXISTIU MESMO uma versão TDi do Golf com a designação GTi! Só que dizia apenas GTi e não TDi. Distingue-se pelo escape e jantes diferentes do GTi a gasolina. O cromo do Golf desta foto, é que é parvo ao ponto de preferir que saibam que é mais um bimbo TDi do que um bom GTi...

Português ao volante disse...

Sim nuno, por acaso eu sabia disso, que a versão tinha 150cv mas que não tinha esse lettering.

Já agora, uma pesquisa pela net deu para ver que este mesmo carro está à venda (ou já foi vendido), e que é mesmo a gasóleo, 135CV.

http://www.usados.biz/usados.php?op=show&id=v11885

Jota disse...

As letras atrás não me preocupam... muito...!
O que me preocupa neste carro (que considero o ultimo dos Golf's) são as saidas de escape duplas e umas pestanas pirosas nos farois dianteiros.
Toda a gente é livre de transformar os carros (desde que passem na inspecção... honesta...), só não deviam era ser livres de sair com eles à rua!
Já estou a ver este exemplar, ... desgraçado, com umas jantes pirosas, um sistema de som "made in Lidl"; e umas pinturas tribais nas laterais...
enfim... desgraças!!!

Torre disse...

A explicação é muito simples; enquanto performance, o dono pretende enquadrar o seu carro como um verdadeiro GTI, em alusão ao sentimento gerado pela sigla nos restantes condutores (seja ele inveja, respeitinho...) (tão português que é esta palavra; não é respeito propriamente dito, é mesmo o respeitinho, bacôco... Enfim, contas de outro rosário!)

Ou seja, como normalmente a sigla do carro está no lado esquerdo, e é para aí que a malta olha, é para se assustar com o GTI... Por outro lado, à direita, onde está a panela de escape (alusiva aos consumos), o dono já quis que o carro tivesse poupança imbuída no seu espírito, e por isso o baptizou como TDI... para ele ser comedido quando come!

E este é o perfeito exemplo da esquizofrenia que eu tenho vindo a falar "ad nauseam" aqui no burgo... O homem quer dois em um, e o seu carro também o quer de acordo com a sua personalidade... Ele há dias TDI, e ele há dias GTI... Seja lá o que isso for!

Este povo já só la vai na ala de psiquiatria do Magalhães, ou do Júlio...

Torre disse...

A explicação é muito simples; enquanto performance, o dono pretende enquadrar o seu carro como um verdadeiro GTI, em alusão ao sentimento gerado pela sigla nos restantes condutores (seja ele inveja, respeitinho...) (tão português que é esta palavra; não é respeito propriamente dito, é mesmo o respeitinho, bacôco... Enfim, contas de outro rosário!)

Ou seja, como normalmente a sigla do carro está no lado esquerdo, e é para aí que a malta olha, é para se assustar com o GTI... Por outro lado, à direita, onde está a panela de escape (alusiva aos consumos), o dono já quis que o carro tivesse poupança imbuída no seu espírito, e por isso o baptizou como TDI... para ele ser comedido quando come!

E este é o perfeito exemplo da esquizofrenia que eu tenho vindo a falar "ad nauseam" aqui no burgo... O homem quer dois em um, e o seu carro também o quer de acordo com a sua personalidade... Ele há dias TDI, e ele há dias GTI... Seja lá o que isso for!

Este povo já só la vai na ala de psiquiatria do Magalhães, ou do Júlio...

NHEKNHEK disse...

É bipolar...Habitante dos polos, da familia dos Ursos!

Jota disse...

Vocês são maus...
O "home" só queria ter um carro exclusivo (duas siglas, duas saidas de escape...)

cupido disse...

Nop; este belo automóvel é mesmo um bi-motor. Tem motor dianteiro TDI a propulsionar as rodas dianteiras, visando explorar o binário e, consequentemente uma boa resposta a baixas rotações e um motor traseiro GTI que acciona as rodas traseiras, explorando a potência em altas; entre os dois eixos tem um diferêncial electrónico que permite repartições de potência de 0 a 100% em cada um dos eixos, com regulação manual no cockpit. Assim, no mesmo auto, temos um TDI puro e duro, com tracção dianteira; um GTI, puro e duro com tracção traseira e podemos ainda usufruir dum tracção integral de regulação em tempo real da repartição de potência e binário dos motores pelos eixos. Acresce que a repartição de travagem é também ela electrónica permitindo até relações de 80/20 em cada um dos eixos. Para terminar, as duas saídas de escape são de origem. O motor dianteiro tem um colector que liga a um catalizador, à panela e termina do lado esquerdo; no caso do GTI tem dois colectores (um para cada dois cilindros) que ligam a um catalizador e a uma panela, terminando do lado direito.
A dupla designação só foi aposta para confundir as pessoas mais distraídas, que julgam aprioristicamente qualquer objecto que desconhecem. Muito obrigado.

Law_ disse...

"E assim vai este país, e assim vão tristemente os Golfs que param nas mãos de um português. Graças a Deus que não tenho um Golf, pois quer dizer que a minha auto-estima vai bem de saúde, obrigado."

Obrigado por ser tão esclarecedor...então se assim é deixei de ler os seus posts já que os lia ha bastante tempo mas agora nunca mais...eu tenho um Golf e isto não é forma de se falar de um dos modelos que mais contribui para o segmento C..Passe bem

lucy disse...

oh não...o law amuou...
espero que nunca falem mal do C3, pq eu tenho um, e assim nunca mais cá vinha ler estes deliciosos posts....

Português ao volante disse...

O pessoal até parece que quer que eu me coloque de joelhos para pedir que reconsiderem, chiça... só serve o barrete a quem quer. Se os alentejanos fossem todos como o law_, já eram todos espanhóis por causa das piadas, querem ver?

Não sei se repararam, mas isto não é propriamente um blogue de paz e amor, OK? Ah, e não temos livro de reclamação. :)

Radic disse...

...ó meus!?
...vamos a acalmar!
eu tenho um Golf IV, igual a este (tal como já foi dito... o ultimos dos Golf's) e nem por isso me sinto ofendido!
O barreta não me serve..., não m'ofendo!
Mal estavamos quando falam mal dos Ibizas TDI, Ciroen Saxo, e demais cobaias dos Tunings!

NHEKNHEK disse...

Não falem mal do carro que é tão bom que até há proprietários que metem mais letras para meter medo aos concorrentes!
O foguete da VW que anda como um GTI e bebe como uma bicicleta, só para fazer pirraça com o pessoal que se atreve "picar" com ele...é que ao preço que estão os combustiveis desanima qualquer um!
Em terra de cegos quem tem um olho é rei...
...
...
...
...
...
...
...
acho que este tipo é cego de nascença!

Anónimo disse...

O maior sinal do empobrecimento dos portugueses: os carros em que as letras da matrícula não batem certo com o ano. É como se tivesse escrito num cartaz pendurado no carro "olhem, eu não estou bem na vida"
A juntar isso a profusão de lettering que representa um notável pretensiosismo. Pobreza e pretensiosismo ao mesmo tempo, só mesmo cá!

Anónimo disse...

bem que davas o rabinho para teres um golf!!!!

Anónimo disse...

Quem fez o post é um autentico HATER.


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar