Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



terça-feira, 26 de fevereiro de 2008

Para quando o primeiro caso de burrice GPS + Português ao volante?



O cromo que foi apanhado pela BBC


Já tinha sido alertado há alguns meses atrás pelo meu colega Albie, que ultimamente anda à coca de coisas que não lembram nem ao diabo; ontem, voltei a encontrar mais uma notícia na BBC, sobre a mais recente praga nas estradas inglesas: os condutores que obedecem cegamente ao GPS. Nos últimos meses, parece que virou moda em Inglaterra apanhar camionistas entalados em caminhos de cabras, só porque o GPS sugeriu tal rota.

Em Portugal, estranhamente, ainda não há notícias de alguém entalado num ribeiro, só porque o aparelho disse que era um trajecto mais curto. Mas como a inteligência não abunda nas estradas portuguesas, acredito que é uma questão de meses até apanharmos o primeiro burgesso-GPS português. Ainda ontem, estava um Peugeot 206 parado na faixa da esquerda na Nacional 6, com os 4 piscas, e uma tipa lá dentro. Sem triângulo, claro, pois nem devia saber montá-lo; e o colete não devia condizer muito bem com os sapatos, como tal, deixou-se ficar dentro do carro à espera do reboque. Agora imaginem que ela tem um GPS... e que decide usá-lo... e seguir as instruções...

Eu próprio tenho um navegador GPS, e que dá um jeitaço do caraças. Agora, quem tirou a carta fui eu, e não o aparelho! Tenho a perfeita noção de que um GPS é uma ferramenta, e não o oráculo supremo! O meu navegador vem com uma voz feminina com um ligeiro sotaque ucraniano, o que é muito bem pensado por parte do fabricante: ninguém vai confiar cegamente numa mulher, muito menos oriunda de um país estrangeiro, para nos guiar pelas estradas portuguesas, não é? Eu não, mas o problema é que, neste país de pessoas com graves lacunas intelectuais, haverá muita gente que irá obedecer sem hesitar ao Mahatma dos mapas, mesmo que ele nos aponte uma via em contramão, ou pela montanha acima.

Eu defendo que em Portugal haja uma lincença de porte de GPS! O que vale é que a maioria da malta que comprou o tal aparelhinho ainda não sabe mexer nele, pois só comprou para meter o vizinho a trepar paredes; mas quando começarem a pedir aos putos para mostrar como aquilo funciona, vai ser o caos nas estradas portuguesas! Se sem o GPS é o que sabemos em casos de contra-mão, com GPS corremos o risco de termos duas verdadeiras faixas mistas!

Agora, vamos ver este potencial problema do ponto de vista dos políticos: o que é mais rentável? Taxar os GPS com um novo imposto, mandar a GNR andar à cata de malta que o use enquanto conduz, ou meter mais radares?

4 comentários:

dYn@ disse...

É por isso que ainda assim prefiro o meu instinto de boa condutora...

Jota disse...

...nem de propósito!
Hoje de manhã antes de me sentar na secretária a despachar o enorme amontoado de papéis que teima em não desaparecer... estive a falar com um colega presisamente deste tipo de situação.
O pobre homem comprou um GPS e no seu novo carro (um Mercedes Classe E - sem ser dos importados!) decidiu ir para uma pousada lá para interior Norte.
Escolhendo a opção de caminho mais curto deu por si numa estrada em terra batida, ...daquelas que os bombeiros abrem entre as arvores e arbustos, ...sabes? Bolas! Fiquei com o carro todo riscado e fartou-se de bater por baixo!
-Não me digas que te meteste por um "corta-fogo"!?
-Pois..., não sei! Ele mandou-e ir por ali...!

Acho que está tudo dito!

Português ao volante disse...

Ok, jota, acabaste de desfazer o mito. Ao que parece, a doença já chegou a Portugal, agora só nos resta é preparamo-nos para o Armageddon.

r disse...

Também o meu patrão achou que devia colocar o GPS na carrinha que eu uso para chegar mais rápido a um cliente para receber.

Apesar da minha reclamação, pois conhecia mais ou menos a zona e guio-me muito bem pelo mapa, além de que não tenho problemas nenhuns na língua para perguntar caminho...

Resultado,o gps mandou-me 6 vezes virar para caminhos de terra, colocou-me dentro de localidades, com estradas que têm verdadeiros pedaços de alcatrão no meio dos buracos, e ainda por cima o patrão colocou o endereço errado:), além que tinha que estar a ouvir a gaja, ainda se fosse um gajo, sempre a dizer recalcular caminho, recalcular caminho, só porque eu não concordava com ela.

Resultado, demorei 4horas a chegar ao local, tive que ir ao mapa e perguntar o caminho, e se o patrão não tivesse sido tão chato, em 1h30m-2h estaria lá.

Mas não... eu sou mulher e o GPS é que sabe o caminho...


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar