Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

Estacionamentos equilibristas...





Se há uma coisa que a mim me faz confusão, é estacionar com duas rodas no passeio como quem toma um café. É claro que já precisei de o fazer algumas vezes, mas evito o máximo que posso, e prefiro pagar estacionamento a deixar o meu carro assim uma tarde inteira. Dos mais de 4 anos que o meu carro tem, acredito que o somatório de horas passadas com duas rodas no passeio não deve ter excedido uma semana. Muito simples: um carro não foi construído para ficar nessa posição, e ficar assim em tal posição empena o chassis e deteriora a suspensão! Depois queixem-se que, ao andar, o carro tenha ruídos por todo o lado, e ande todo torto... porque será? Mmmm deve ser porque o carro [é francês | é italiano | é alemão | escolha aqui o seu bode expiatório favorito, riscando as opções que não lhe interessam]. Eu cá escolho: porque o dono é imbecil!

Pois ontem apanhei este Honda HR-V num estacionamento deveras único! Nunca tinha presenciado tal mestria na arte de estacionamento artístico em Portugal, que até a mim me mete no bolso! A minha pena é que as fotografias não sairam como eu queria, mas quem quiser confirmar o local, é fácil: é logo à saída da bomba da BP da rotunda que dá de Paço de Arcos para a Nacional 6, a Marginal. Como podem ver, o dito estacionou o carro na típica posição "duas em cima, duas em baixo"... só que, ao lado do passeio, há um lancil de pedras com a largura um pouco menor que um pneu, e que emergem 10cm do alcatrão, mais ou menos.

Não faço a mínima ideia para que serve este lancil, mas o dono deste HR-V, preocupado exactamente com a integridade do chassis para que não dobre, deu-lhe uma utilização deveras engenhosa: teve o espantoso cuidado de colocar duas rodas em cima do passeio, e duas rodas em cima desse separador de pedra, para que o carro fique nivelado! Meus amigos, aquilo visto é mesmo uma obra de arte! É claro que uma pessoa habilidosa como esta, também teria inteligência para procurar um lugar de estacionamento normal (ao lado, há muitos lugares «normais»), mas não era a mesma descarga de adrenalina!

Só em Portugal é que se consegue encontrar malta a estacionar em cima do passeio, e a evitar os problemas do empenamento dos chassis, com um estacionamento acrobático único em Portugal! Na Noruega, os passeios são largos e sem buracos, facilitando a circulação de pessoas em cadeiras de rodas. Vi, em 10 dias, um único carro em cima do passeio. E estava a ser multado na hora.

4 comentários:

Jota disse...

Com toda a certeza que o "artista" deve trabalhar no circo! Ou então faz espectaculos de acrobacia com automóveis, ...ou simplesmente é parvo!
Infelizmente, tal como este outros há que estacionam o carro em cima do passeio, nas passadeiras, nas curvas, nos estacionamentos para defecientes (aqui se calhar o lugar é-lhes destinado como tendo deficiencia mental!), nas saidas/entradas de garagens.
Continuo a afirmar que é tudo uma questão de civismo que não tem como solução a caça à multa mas uma educação desde pequenos (aqui se inclui a "aprendizagem" que os pequenos vão tendo quando andam nas suas cadeirinhas nos carros dos Pais. Pais esses que muitas vezes fazem asneiras que os filhos vão interiorizando!).

X-Filer disse...

Epá, se há uma coisa que também odeio é estacionar com duas rodas em cima do passeio... Se bem que na cidade que frequento (Faro) seja particularmente difícil não estacionar dessa forma. Mas evito sempre que posso. Agora esse chico-esperto é que até a mim me parte todo! Sim senhor!

NHEKNHEK disse...

É um tipo frustrado.... só pode!
O gajo queria comprar um jipe e foi logo comprar um HRV (lolololol), deve ser fã de TT, mas como com este honda nao é grande coisa na pratica do todo-o-terreno, ele aventura-se nestas acrobacias urbanas...
É o verdadeiro palhaço acrobata!

rolone disse...

Por falar em Noruega, em países bastantes mais civilizados como esse, Dinamarca, etc., costuma-se deixar os carros em casa, principalmente se forem utilizados dentro das cidades por apenas um condutor. E não me f**** com a desculpa que temos terreno acidentado, subidas e descidas, etc. Atraso, é o que temos:-)


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar