Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



quinta-feira, 13 de setembro de 2007

Podes tentar, mas já sei qual vai ser o resultado...





O Presidente da ACP, Carlos Barbosa, anda a travar uma batalha honrosa, mas desigual, contra a aberração dos radares em Lisboa. Realmente, o homem merece uma estátua, mas contra malta do calibre do António Costa e companhia, isto vai mas é tudo para a gaveta; espero estar enganado, mas é isto que acho que vai acontecer:

O Carlos Barbosa já tem pronto um estudo sobre a adequação dos radares aos locais onde foram instalados, com base em critérios racionais e lógicos; todos nós sabemos que, por exemplo, o radar na Avenida da Índia e do Brasil, a única coisa que fazem, é CRIAR filas de trânsito sem motivo nenhum, como que a pedir alguns embates por trás, para fazer feliz alguns bate-chapas. Numa recta sem passadeiras, esses radares só servem para caçar patos! Mas um estudo que só apresenta argumentos lógicos não cola! onde estão os argumentos financeiros?!

Que os radares estão lá com o ÚNICO propósito de gerar dinheiro, marimbando-se para cumprimentos de códigos e reduções de sinistralidades, isso todos nós sabemos, até o próprio António Costa! Porque é que se declarou agora uma tolerância zero aos estacionamentos ilegais, sem nenhum tipo de análise sobre alternativas de transportes públicos?! Porque o objectivo é ganhar ainda mais dinheirinho! E aquela máquina de fazer dinheiro anda a carburar e bem, pois acho que já rendeu uns belos milhões de euros sem estarem previstos! Dinheiro, dinheiro, jorros dele à custa da malta do volante!

Agora que eles descobriram um filão fantástico de dinheiro, à custa de radares criteriosamente colocados nos locais mais rentáveis financeiramente, é que eles vão abandonar a galinha dos ovos de ouro? Nós devemos é andar à cuca, a ver se não se lembram de comprar mais umas dúzias de radares!! Isto daqui a dois anos ninguém se lembra, e nas próximas eleições, o António Costa já está nos mercados a distribuir beijinhos, que ninguém se lembra!

Por isso, e com muita pena minha, a petição para subir os limites de 50 para 80km/h (do qual uma assinatura é minha), e que já tem 9500 assinaturas, vai ter tanto impacto como um mosquito a bater numa parede de cimento. O António Costa não vai abrir mão desse verdadeiro tesouro!!

É verdade, ainda há street-racers na ponte Vasco da Gama! Não há um radarzito para lá!?

3 comentários:

Eduardo Maio disse...

Na ponte Vasco da Gama eles já tinham acabado com as corridas à muito, era só quererem, mas o dinheiro que a Galp fazia assim como a Brisa...

É que aquilo é uma ponte, não sei se as autoridades já se aperceberam disso, se a fecharem só podem fugir deixando lá os carros e saltando para a água para depois nadarem uns 5km até à margem.

Torre disse...

A da Vasco da Gama é sem dúvida a mais flagrante de todas as situações existentes... Porra, é como o Eduardo acima diz, fechando aquela merda enquanto os animais estão lá dentro, o que é que vão fazer!? Que eu tenha visto, até hoje, os tunning feitos não incluem a capacidade de um honda civic ou saxo cup voarem!!!
Claro que fica muito mais rentável explorar o idiota que se levanta todos os dias às sete de manhã (ou mais cedo ainda) e que tem pressa de chegar ao emprego que a qualquer momento sabe que pode perder... Que piada (e receita) há em punir meia dúzia de desocupados!? Et sic transit gloria mundi...

Unknown disse...

Eu acho que os radares são uma simplificação grosseira e cheia de falhas de um processo à muito utilizado pelas forças policiais.
Nos moldes em que os radares de Lisboa funcionam é muito fácil incriminar inocentes. Passo a demonstrar.
Facto: Existem vários exemplares a circular de carros com a mesma marca, modelo e cor.
Facto: Qualquer pessoa que tenha um automóvel pode mandar fazer uma matrícula e qualquer pessoa que tenha acesso aos meio para fazer matrículas pode fazer a matrícula que quiser.
Facto: Com fita adesiva ninguém demora mais de 5 segundos a colar uma matricula falsa à traseira do seu automóvel e a remove-la.
Posto isto, alguém aqui é capaz de afirmar com certeza absoluta que neste momento não está a passar na Radial de Benfica com uma carro de marca, modelo, cor e matricula iguais ao seu a 200 Km/h?
É que sem a patrulha mais à frente a mandar parar os infractores para levantar auto e identificar inequivocamente a viatura e o condutor, este sistema de radares não é mais do que um Fast-food de multas cheio de falhas.


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar