Comportar-se como um animal ao volante é tão português como o fado e o chibanço. Ter ministros a 200 km/h na A1 sem pagar multa, comprar um Audi em 2ª mão, meter um aileron Matias na oficina do bairro e testar o bólide na ponte Vasco da Gama é português. E dizer mal dos outros também. E viva o blogue :)



sexta-feira, 16 de fevereiro de 2007

Engenheiros da condução



- "Menina, mande vir a sua irmã amanhã, assim ficam todas com carta, OK?"
- "Obrigada, Engenheiro."


Eu sou licenciado na FEUP, e foram 5 anos duros mas fantásticos que me dão hoje o título de Engenheiro. No entanto, nunca o uso nem quero que o usem, pois já tenho 5 nomes no meu BI, não preciso de um 6º. Mas é curioso, em Portugal não faltam os "Senhores Engenheiros Paços de Ferreira", mas na Inglaterra nunca ouvi alguém chamar pelo "Mister Engineering Smith".

Pois em Portugal, aqueles tipos que nos avaliam na derradeira prova de condução, para podermos ter a carta, precisam de ser tratados por Engenheiros como a Elsa Raposo precisa de gajos ricos. Já estive a procurar na FEUP a ver se via um novo curso de "Engenharia da Condução", mas não encontrei nada. Para dizer a verdade, para quê um curso? Eu tirei a carta em menos de 4 meses! E o tipo fica sentado todo o dia a mandar virar à esquerda, a estacionar, a inverter a marcha e a pedir subornos no final... para isso, nem é preciso a 4ª classe!

Antes do meu exame, aconselharam-me a chamá-lo de Engenheiro, senão... Calhou-me um velhote carrancudo, cujas fantásticas frases de quebrar gelo foram "Como se chama?" e "Quantas horas de condução tem?", e lá tinha de responder: "30 horas, Engenheiro", ao qual ele respondia com um automático "Ah, muito bem." E realmente, o tipo tinha uma cara tão ameaçadora, que se lhe perguntasse qual o nome dele, acho que chumbava logo ali sem ligar o motor. Vá lá, no final não me tentou subornar, também não tinha muita sorte: não tinha dinheiro, e se tal assunto viesse à baila, tinha logo um punho fechado pronto, com as letrinhas "Engenheiro" marcadas em cada dedo.

Se o tipo fez um curso de Engenharia, porque não se meteu numa de Civil ou de Electrotecnia, que dá mais dinheiro? "Ah, vou ser Engenheiro de Condução, este é o meu futuro! Passeia-se, conhece-se pessoas, bem melhor que ficar num gabinete!". Dassse...

Se houvesse um curso de Engenharia da Condução, como seria o dia-a-dia desses estudantes?
"- Eh pá, vou chumbar em Técnicas de Inversão de Marcha II! Não estudei o suficiente".
"- Boa! Tive um 17 no trabalho de grupo, "As cores dos sinais e o daltonismo!"
"- Ontem na aula prática, consegui acabar o exercício 14 do livro, Finalmente, consegui estacionar em espinha!"
"- Epá, o exame era fodido! O que escreveste na pergunta 2a, «Enumere 3 espécias de dispositivos de iluminação incandescente obrigatórias num veículo de circulação automotora»? É que não percebi mada!" "-Era para dizeres 3 tipos de luzes, pá" "- Ena, não percebi isso... vou chumbar!"
"- Tens as fotocópias da aula de "Psicologia de Suborno", «como extorquir dinheiro às velhotas»? "

Pergunta "teaser" do dia: se chamasse Arquitecto ao examinador, como seria o "core dump" dele?

24 comentários:

Domingos Patena disse...

Concordo inteiramente! Não acho piada nenhuma chamar engenheiro a um gajo que vai ali ao lado a dizer "esquerda... direita... estcione ali do lado esquerdo entre aqueles dois carros... vamos fazer inversão de marcha aqui..." O meu foi assim. Um gajo muito mal encarado. No fim apenas disse "Sr. Domingos, fez uma condução suave sempre em segurança. Por isso, parabéns." Para fazer isto não é preciso ter curso nenhum.

Ricardo Almeida disse...

Eu não tive que chamar nada a ninguém na minha prova. Apenas segui as instruções e siga para bingo! Qual suborno qual quê?!

Mas que belo "Engenheiro" o que escreve neste blog... "poder-mos"? Mas que raio de curso é que tirou? For the record, escreve-se "podermos"!!!

Português ao volante disse...

Caro Ricardo,

Herrar é umano. E não percebo o que isso tem a ver com o curso de Engenharia, pois não tive nenhuma cadeira como Verbos Reflexivos 3. :)

A Morais disse...

Concordemos ou não com o que eles fazem, os examinadores são realmente engenheiros. Engenheiros Civis... embora pareça estranho, é verdade.

Português ao volante disse...

Bem, entrar num curso de Engenharia Civil e sair um examinador de condução não deve propriamente fazer bem ao ego de tais instrutores...
Se é como dizes, Morais, porque raio ainda se querem intitular Engenheiros"?
- "Você é Engenheiro?"
- "Sou."
- "De quê?"
- "Engenheiro Civil."
- "E porque é que examina provas de condução?"
- "Quer chumbar já a prova, quer?!"

Ricardo disse...

Ó Morais, ainda se fossem Engenheiros mecânicos ainda vá... agora civis?! Acho muito estranho.

dos Santos disse...

Gostei de ver como algumas pessoas encaram a profissão dos outros sem estar dentro do assunto.
Se foi soburnado é porque queria ser, se tinha medo de chumbar é porque não sabe conduzir, o título não confere competências mas as profissão confere poder. Não há Engenharia da condução mas é preciso muita paciência para aturar "Engenheiros da FEUP" que sairam com média de 10 e tenho alguns no meu palmarés. O Dr. Instrutor( Média de 16).

dos Santos disse...

Já agora tenta tirar um desses cursos (instrutor ou examinador)pode ser que aprendas alguma coisa pois com um dos cursos isso não consegues tu. Dr. Instrutor.

Português ao volante disse...

dos Santos,

Como disse no texto, no meu exame não fui subornado, nem admitia sê-lo. Passei à primeira e sem medo, porque conduzir um carro não é propriamente uma engenharia de foguetões!

E, sem a mínima dúvida, a formação par aa aptidão de instrutor oui examinador não deve ser tão severa como qualquer curso da Universidade, onde ESTES SIM conferem o título de Engenheiro, se associado a uma inscrição na Ordem.

E, como eu disse preto no branco, os instrutores de condução não admitem outro tipo de tratamento vque não comece com 'Engenheiro'! Já agora, podes explicar aos pouco iluminados o porque é que eles se acham com direito de serem tratados como tal...

dos Santos disse...

Então lá vai:
Para quem está fora do processo instrutor e examinador são duas coisas distintas, o que não quer dizer que não se possa ter as duas profissões mas só se pode exercer uma de cada vez.
Segundo na Direcção Geral de Viação tem Engenheiros Mecânicos com ligação á Ordem dos mesmos que estão ligados entre outras coisas ás vistorias das viaturas, dos centros de inspecções dos mesmos e como são polivalentes também certificam condutores (isto é também são examinadores).
Terceiro numa vi ninguém reprovar por chamar examinador a um examinador e não são eles examinadores que exigem o título mas sim quem vai a exame que acha que se chamar Engenheiro vai ter melhores hipóteses no respectivo.
Já agora senhor engenheiro conduzir um automóvel não é preciso ser engenheiro de foguetões mas de certeza que não nasceu iluminado e que foi alguém que lhe foi dando indicações ou esteve atento á condução de alguém pois sem isso de certeza não teria a carta de condução. E como muitos não têm essa hipótese é necessário alguém que os indique o caminho mais correcto para chegar ao ponto de conduzir sozinho na estrada. Sem mais de momento…

Anónimo disse...

Ser examinador não é para todos, é preciso ser um bom avaliador justo é honesto!! a bons e maus como de resto em todas as profissões!!! quem critica são os meninos da mama, que vivem a custa dos pais... vão trabalhar e andem 10 horas por dia dentro do carro.... já não falam..

Anónimo disse...

Sr. Eng. Português ao volante

o sr. não deve fzer a mínima ideia do k é ser instrutor ou examinador.

Nunca ouvi nenhum instrutor exigir tal tratamento.

Pode ser mt eficiente na sua profissão mas talvez não seja mt entendedor nessa matéria da condução, não basta obter a carta...

Saúde!

Anónimo disse...

O Exaninador é o elemento defensivo do sistema de circulação rodoviaria, cabendo a ele o juizo final muitas vezes difiçil de ponderar. Agora que nuitas vezes, vão miudos mimados, que por terem um curso superior já pensão que são alguem...adquirir a carta de condução escrevem estas coisa para dar nas vistas. Mas não passam disso..........gajos futeis

Anónimo disse...

Esses Senhores são chamados de "Engenheiros" porque como já foi dito, eles são realmente engenheiros... Mas pelo que eu sei não são engenheiros civis como já foi digo aqui acima (engenheiros civis? Que raio de ideia foi essa?) mas sim Engenheiros Mecânicos.

Cumprimentos

Anónimo disse...

quanto a esse comentario infeliz do portugues ao volante,so ha 1 resposta : nao seja ridiculo e nao fale do que nao sabe.deixe os instrutores em paz de uma vez por todas. devido a gajos como tu é que da vontade de deixar a profissao. es um parvalhao meu

Anónimo disse...

Para engenheiro, tens pouca cultura geral, fala apenas dos assuntos que dominas!

Anónimo disse...

Numca mais pias-te ó Português ao volante.
Não tens argumentação, és "Engenheiro"...
Vê la se cresces...
Enquanto te apoiaram falavas que nem um papagaio, mas depois que te disseram umas verdades piu.
Por falar nisso, aceitaram-te na "Ordem"?

Anónimo disse...

Engenheiros de condução


Ilustre Sr.

Já vi que não gosta de se intitular de Engenheiro, pois lá tem as suas razões, provavelmente vergonha da profissão que um dia tão ambicionou ou foi por arrastamento, como negócio familiar ou é por medo da responsabilidade que esse título acarreta.
Ao ler a seu desabafo percebi-me que vai uma grande confusão dentro da sua cabeça de “ Engenheiro”.
Comparar examinadores com instrutores é como quem compara alhos com bugalhos.
No entanto não queria deixar de lhe fazer um reparo.
Hoje em dia um instrutor poder ser examinador, mas um examinador não ser instrutor, são formações diferentes que não podem ser exercidas simultaneamente.

Diz que foram 5 anos duros de licenciatura na FEUP, acredito que sim.
Agora imagine ser instrutor de condução, dar formação a 10 alunos diferentes por dia, 6 dias por semana, 22 dias por mês, 11 meses por ano durante 5 anos, ter que aturar projectos a condutores, mudar mentalidades a pessoas como a sua, isto não dá uma licenciatura dá sim um doutoramento.

Quanto a parte do suborno.
Só se deixa subornar quem quer; de duas uma ou é burro, não aprende; sem ofensa ao animal, não sabe conduzir, ou então é uma pessoa insegura, tipo menino da mana, e precisa de pagar para ter a carta de condução.

No entanto espero que não tenha tido alguma má experiencia com o seu instrutor/examinador, é que esses traumas ficam para vida toda.
E uma coisa lhe garanto nunca mais se irá esquecer nem se livrar do fantasma do seu instrutor.

Anónimo disse...

Senhor engenheiro o ditado já é velho a universidade dá formação certamente, mas não dá o mais importante a educação e o civismo. E uma pessoa tem de se informar primeiro à cerca dos examinadores e instrutores para depois poder falar com certezas. Um engenheiro como voçê tão prontamente licenciado não tem mesmo a percepção do que realmente é esta área, por tanto resuma-se ao seu título de "ENGENHEIRO" porque os instrutores e examinadores não lhe precisam dele... Que ridículo...

Anónimo disse...

os srs examinadores são na sua grande maioria um bando de frustados.
agora ja não ta tanto na moda os subornos mas sim intencionalmente enervar as pessoas, levantando a voz ou criticando todas e quaisqueres acçoes mais defensivas do examinando.
escondem a sua frustação com arrogancia e exemplos de mau caracter, tenho pena de estarem subjugados a uma existência tão mediocre

Anónimo disse...

Sinceramente estou a ponderar iniciar um curso de examinador este mês de novembro e acho que é um emprego muito respeitavel e dificil.
Todos os empregos são dificeis e este certamente é um deles.
Devemos respeitar exminadores e os instrutores por aquilo que fazem.

Anónimo disse...

ALGUNS SAO TAO "INGENHEIROS" COMO EU . O CURSO É DE EXAMINADOR E SAO NESSESSARIOS 140H DE FORMAÇÃO PARA TIRAR O CURSO ... SE ESTAO A AVALIAR UM CANDIDATO A CONDUTOR SÃO EXAMINADORES E NAO ENGENHEIROS...
25 DE ABRIL PARA QUE... A MENTALIDADE DE ALGUNS CONTINUA IGUAL... JA VI INSTRUTORES DE CONDUÇÃO A REBAIXAR SE DE TAL FORMA QUE ATE METE PENA POR CAUSA DESSES GAJOS...

Anónimo disse...

Todas as profissões merecem o seu respeito, porém já assim não é em relação àqueles que as exercem.
Quando fui a exame de condução, já à largos anos pela primeira vez fui examinado por um individuo"sr. ENGENHEIRO" frustado com tudo e com todos, tratou mal e foi ingorante quanto pôde.
Para concluir o idiota reprovou-me sem razão aparente.
Indignado com tudo aquilo fiz uma reclamação escrita na ainda DGV, agitei tudo e todos, enfim...de nada valeu.
Como eu não sou homem de admitir injustiças cerca de 2 meses depois, entre várias perseguições consegui enfiar-lhe na boca uma pistola de alarme daquelas que fazem barulho, entre umas cuspidelas e estálos o individuo depois de ter urinado as calças, percebeu que foi idiota ao tratar mal uma pessoa que não o insoltou nem tratou mal.
Hoje segundo sei é um dos examinadores mais calmos de leiria e a tesão que tinha à anos atrás passou-lhe toda para o cú.

Anónimo disse...

sim concordo com o q foi dito no blog, intrutores e examinadores são tudo a mesma corja.julgam-se superiores por mandar um gajo virar à direita ou seguir em frente. a maior parte deles são uns frustrados por nao serem engenheiros à seria ou n serem pilotos de F1(tal cm sonhavam em criança. ando a tirar a carta na APEC(chelas) e sei bem da corrupção e subornos que lá se passam


who's online
eXTReMe Tracker
THE BOBs
Humor blogs
Top Blogs
BloGalaxia
Coches ES

MyFavatar